Seet
Sobral – 300×100

‘Não tínhamos perdido a esperança de encontrá-lo vivo’, diz irmão de Fabrício Martins em velório

Agnaldo Araujo -
Foto: AF Notícias
Velório do corpo de Fabrício Martins

Familiares e amigos se despediram do jovem Fabrício Martins, de 24 anos, durante velório e sepultamento nesse domingo (04) no Cemitério Jardim das Paineiras, em Araguaína. O estudante de Educação Física estava desaparecido há 16 dias e foi encontrado na manhã de sábado (03) debaixo de uma ponte no Córrego Canindé, nas proximidades do Parque Cimba.

Mesmo com o corpo em avançado estado de decomposição, praticamente só a ossada, o delegado Rérisson Macedo disse não restar dúvidas de que seja o estudante. Conforme o delegado, o cadáver foi reconhecido por causa das roupas que Fabrício tinha ganhado da mãe no mesmo dia do desaparecimento, uma bermuda e camiseta.

“Eu também tenho certeza que é ele. Minha mãe também reconheceu devido a roupa. É um sentimento de muita tristeza e saudade. É difícil, mas temos que ser fortes”, afirmou Ricardo Teixeira, irmão do jovem.

Ricardo disse que, apesar do desfecho muito trágico, é um alívio para a família. “Para nós é até um alívio pela quantidade de dias que meu irmão estava desaparecido. Como o delegado já havia adiantado, a possibilidade de que ele aparecesse com vida era muito pouca, mas em momento algum nós tínhamos perdido a fé de encontrá-lo vivo. Agora é deixar o delegado trabalhar e esperar a justiça”, lamentou.

Para Maria de Fátima Braga, amiga da família, a morte do jovem foi uma “perda lamentável”. “Nós estamos tristes e olhando para o sofrimento dessa família. Não matou só ele, matou toda a família, destruiu toda a família. Não deram nem a chance da mãe se despedir do filho”, lamentou.

Amigos de Fabrício também postaram muitas mensagens de despedida nas redes sociais.

Entenda

Fabrício Martins desapareceu na noite do dia 19 de maio, uma sexta-feira, quando saiu de casa sem levar documentos ou dinheiro, e não deu mais notícias. A motocicleta do jovem foi encontrada no dia seguinte pela Polícia Militar abandonada na Rua dos Bancários do Setor Jardim Paulista. Parentes e amigos preparavam uma festa surpresa para comemorar o aniversário da vítima.

No dia 23 de maio, amigos e familiares fizeram uma manifestação pacífica em frente ao Complexo de Delegacias de Araguaína para cobrar empenho da Polícia Civil na investigação do caso. O Ministério Público também chegou a ser acionado.

Veja mais

Estudante universitário desaparece na noite do aniversário em Araguaína; família pede ajuda

Corpo encontrado dentro de córrego passará por exame de DNA, mas pode ser de estudante desaparecido

Delegado confirma que ossada é do estudante Fabrício Martins; jovem teve morte violenta

Comentários pelo Facebook: