Seet
Sobral – 300×100

Naturatins embarga construção de motel às margens do rio Araguaia

Agnaldo Araujo - |
Foto: Naturatins
O motel estava sendo construído às margens do rio Araguaia

O Instituto Natureza do Tocantins (Naturatins), de Arapoema, embargou uma construção de um Motel às margens do rio Araguaia, em Pau D’Arco. Também houve apreensão de 100m de rede para pesca.

As irregularidades foram encontradas durante uma Blitz Ambiental por terra, realizada com o apoio da Polícia Militar, nas três primeiras semanas de julho. A ação se concentrou no Porto da Balsa, divisa entre os estados do Tocantins e Pará, para sensibilização e repreensão de possíveis infrações, que se estendeu nas vias aquáticas, as margens do Rio Araguaia até o município de Pau D’arco.

De acordo com o Instituto, por terra não houve registro de ocorrências de crime ambiental e a operação foi concluída com a aprovação dos condutores de veículos.

O equipamento de pesca apreendido foi recolhido no barco de uma família visitante, vinda do Estado do Pará, composta por cerca de 6 pessoas, já que nenhuma das pessoas embarcadas possuía licença de pesca profissional que autorizasse a atividade pesqueira em território tocantinense.

Outra ocorrência registrada foi o embargo de uma construção que estava sendo realizada em uma ilha que é território de propriedade da União, dentro de uma Área de Proteção Permanente (APP), próximo do município de Pau D’Arco. A responsável pela obra, é moradora do município e foi autuada, recebendo uma multa no valor de R$ 10 mil.

Apesar de verificar, em algumas situações, que a ocorrência é fruto da falta de informação do cidadão, o gerente do Escritório Regional do Naturatins de Arapoema, Kesley Antônio Carvalho dos Santos, esclareceu que a legislação ambiental exige o registro de infrações.

Vale Ressaltar, que a operação foi um sucesso, pois houve muito cooperativismo entre as equipes. O nosso objetivo não é elevar números, mas sim os resultados positivos, com o desenvolvimento da educação ambiental e a redução de ocorrências, a partir da continuidade do processo de sensibilização, nos municípios que fazem parte desta supervisão”, pontuou.

Comentários pelo Facebook: