Seet
Sobral – 300×100

Núcleo de Inteligência do Detran Tocantins zera fraudes e falsificações de CNHs

Redação AF - |
Foto: Felix Carneiro
Detran zerou falsificações de CNHs no Tocantins.

O Departamento Estadual de Trânsito do Tocantins (Detran/TO) afirmou que vem trabalhando para sanar quaisquer tipos de fraudes no órgão. Segundo o órgão, os policiais do núcleo de Inteligência trabalham com várias frentes de investigação, como documentos de veículos (CRLV e CRV), Carteira Nacional de Habilitação (CNH), a possível existência de desvios de conduta por parte das empresas credenciadas, bem como, procedimentos referentes a veículos, CNH e infrações.

Durante o ano de 2016, os profissionais constataram tentativas de fraudes e falsificações de CNHs. Todos os casos foram solucionados. O Núcleo de Inteligência do Detran zerou todas as ocorrências em relação ao serviço.

O departamento de Inteligência monitoramento, diariamente, a sede do órgão, os três postos de atendimento, em Palmas, e as 29 Circunscrições Regionais de Trânsito (Ciretrans), no interior do Estado. Os policiais também averiguam casos específicos como a adulteração do Certificado de Registro de Veículo (CRV), ocorrências de fraudes conhecidas como “lavagem de documento”, e adulterações de chassi e motor.

O núcleo já registrou um número expressivo de casos e continua apurando os demais. A equipe salienta, ainda, que continua alerta em todos os setores responsáveis pelo funcionamento do Detran, a fim de evitar possíveis anormalidades. Existindo, a função é desarticular qualquer intenção criminosa dentro do órgão.

De acordo com o Artigo 234 do Código de Trânsito Brasileiro (CTB), falsificar ou adulterar documento de habilitação e de identificação de veículo, é infração gravíssima, com penalidade de multa e apreensão do veículo, além de medida administrativa.

Banca examinadora

A Banca é responsável por executar todos os trâmites para a elaboração dos exames teóricos e práticos, para obtenção da CNH. O núcleo de Inteligência também monitora possíveis irregularidades, por meio de um possível desvio de conduta de servidores e, ainda, de terceiros que se passam por candidatos que querem obter a primeira habilitação, no momento da aplicação do exame teórico.

Nova CNH

As novas CNHs passaram a ser impressas no dia dois de janeiro desse ano. Foram implantados muitos dispositivos de segurança para evitar falsificações e fraudes na Carteira. O Conselho Nacional de Trânsito (Contran), através da Deliberação 153/2016, anunciou ainda em janeiro, a implantação de um novo recurso, o QR-Code, também com o intuito de evitar qualquer tipo de fraude e falsificação. Essa medida passou a valer a partir de maio de 2017.

As impressões vêm em papel de segurança especial com marca d’agua do Denatran e a bandeira do Brasil. A parte superior da carteira possui três elementos em calcografia (impressão em relevo de segurança); o Brasão da República; fundo geométrico positivo com textos incorporados; micro letras positivas e negativas com falha técnica, além do mapa do Estado com a sigla incorporada. A cor do topo agora é preta e não mais azul esverdeada.

No lado esquerdo do documento, abaixo do Brasão, consta o mapa do Brasil com tinta especial de variação óptica, que dificulta a falsificação. O fundo geométrico positivo é composto por desenhos de linhas finas que criam efeitos geométricos diversos. A numeração tipográfica pode ser vista com o uso de luz ultravioleta, na parte inferior da CNH. (Ascom)

Comentários pelo Facebook: