Seet
Sobral – 300×100

OAB busca auxílio para liberar jovem tocantinense que está detida nos EUA

Redação AF - |
Foto: Leide Theophilo/Arquivo Pessoal
A jovem está há dez dias detidas nos Estados Unidos

O presidente nacional da Ordem dos Advogados do Brasil, Claudio Lamachia, começou, nesta quinta-feira (28/04) a atuar pessoalmente no caso que envolve a jovem tocantinense Anna Beatriz Theophilo Dutra, de 17 anos, que está detida há dez dias em Chicago, nos Estados Unidos. O pedido foi feito pelo presidente da OAB Tocantins, Walter Ohofugi, e pela presidente da Comissão de Relações Internacionais, Graziela Reis.

Lamachia remeteu correspondência oficial aos presidentes da Ordem dos Advogados do Estado de Illions, Umberto S. Davi, e da Ordem dos Advogados da cidade de Chicago, Patrícia Brown Holmes. Nos ofícios, Lamachia explica que jovem partiu para os EUA no dia 18 de abril, com destino a Boston, mas “ao passar pelo setor de imigração no aeroporto de Detroit foi detida pelas autoridades locais sob a alegação de tentar entrar no país com finalidade diferente daquela especificada em seu visto (B1/B2) e encaminhada para um abrigo de jovens em Chicago, onde aguarda julgamento”.

Os códigos B1 e B2 são de vistos temporários concedidos para negócios, turismo, tratamento médico, entre outros.

O presidente Lamachia ressalta que, “no âmbito nacional, a Ordem dos Advogados do Brasil é a entidade brasileira responsável por atender e prestar apoio aos advogados e à sociedade civil”. “Dentre suas atribuições encontra-se elencada a garantia do direito de defesa de todo cidadão”, frisa Lamachia na correspondência,

Na sequência, o presidente da OAB pede que a Ordem dos Advogados de Illions e a de Chicago acompanhem o caso e verifiquem se a jovem tocantinense “está recebendo o devido auxílio jurídico para que seja garantido seu direito de defesa”.

O presidente Lamachia também pediu apoio ao ministro de Relações Exteriores, Mauro Viera, e ao cônsul-geral do Brasil em Chicago, Paulo César de Camargo.

Para Graziela Reis, que atendeu pessoalmente a família da jovem tocantinense, o respaldo e a atuação pessoal do presidente nacional da Ordem são de suma importância e alta relevância. “A gente está muito satisfeito com esse grande apoio. A OAB Nacional se sensibilizou prontamente aos nossos apelos e aos apelos da família”, ressaltou Graziela Reis.

Graziela aproveitou, ainda, para agradecer o empenho da presidente da CNMA (Comissão Nacional da Mulher Advogada), Eduarda Mourão, que, pela urgência do caso, atendeu a OAB do Tocantins antes mesmo do relatório do caso chegar na OAB Nacional.

Comentários pelo Facebook: