Seet
Sobral – 300×100

OAB-TO lança aplicativo para que advogados denunciem abusos imediatamente

Redação AF -
Foto: Divulgação
OAB-TO lança aplicativo

A Ordem dos Advogados do Brasil no Tocantins lançou o aplicativo “Prerrogativas Mobile”, desenvolvido pelo Conselho Federal da Ordem para que advogados possam denunciar abusos no exercício da profissão e solicitar uma intervenção urgente da OAB, quando necessário, além de registrar denúncias de violação em tempo real, anexando fotos, vídeos e áudios, em qualquer lugar do Estado. O aplicativo está disponível nos sistemas Android e IOs, e poderá ser baixado de forma gratuita nas lojas Apple Store e Google Play.

O presidente da OAB-TO, Walter Ohofugi, destacou a importância do aplicativo. “O lançamento deste aplicativo é um marco em nossa gestão, é mais uma conquista para a advocacia em nosso Estado. Ele trás de forma pioneira um canal de diálogo permanente, direto e seguro. O aplicativo vai ser mais um amigo da advocacia tocantinense. O sistema será uma ferramenta poderosa em defesa das prerrogativas,” ressaltou o presidente.

Para o presidente da Comissão Nacional de Defesa das Prerrogativas e Valorização da Advocacia, Cassio Lisandro Telles, esse foi um momento histórico para a advocacia no Tocantins, que se destaca como o 3º Estado Brasileiro em lançar oficialmente o Aplicativo Prerrogativas Mobile. “Esse aplicativo é mais uma porta de acesso ao sistema de defesa de prerrogativas. Com ele, a atuação da OAB-TO será ainda mais ágil e eficiente, vindo de encontro ao compromisso da atual gestão que conta com o apoio de modo voluntário, de procuradores da Ordem, que estão preparados para atender as demandas, e prontos para não deixar sem resposta qualquer violação de prerrogativas,” ressaltou Cassio Telles.

De acordo com o procurador-geral de Prerrogativas da Ordem no Tocantins, Marcelo Cordeiro, o aplicativo é um canal de comunicação permanente entre os advogados no estado inteiro. “Por meio do aplicativo, toda infração cometida por qualquer autoridade em qualquer local do estado, o advogado atingido pode comunicar em tempo real a Procuradoria de Prerrogativas e através dos procuradores voluntários, que irão prestar assessoria especifica para isso, as providências serão tomadas imediatamente”, pontuou Marcelo.

Para utilizar a ferramenta é necessário fazer o cadastro com a carteira da Ordem em mãos, uma vez que são exigidos os dados do profissional e o código de segurança. Entre as ocorrências estão o pedido de providências, de assistência, reclamação e informação, entre outros.

Comentários pelo Facebook: