Seet
Sobral – 300×100

Obra de reconstrução da rodoviária de Araguaína deve iniciar em 30 dias

Agnaldo Araujo - |
Foto: Marcos Filho
Início das obras está previsto para os próximos 30 dias

Após a abertura da proposta e análise de toda a documentação apresentada, a empresa JMD Engenharia Eireli, que participou da terceira licitação aberta para a obra de reconstrução do Terminal Rodoviário de Araguaína, ganhou o certame. A ata declarando a empresa vencedora foi publicada no Diário Oficial do Município, da última segunda-feira (23/05). O processo segue agora com a assinatura do contrato.

A documentação será encaminhada para a Agência Municipal de Transporte e Trânsito (AMTT) para que seja feito o contrato e dada a ordem de serviço para o início da obra, previsto para os próximos 30 dias.

Licitação 

Conforme a prefeitura de Araguaína, uma empresa apenas teve a proposta habilitada pela Comissão Permanente de Licitação (CPL), que analisou todos os documentos apresentados. Logo em seguida, abriu o prazo para recurso para contestação e nenhum recurso foi apresentado. A partir disso, a CPL deu prosseguimento com o processo licitatório.

A vencedora do certame vai iniciar o serviço assim que assinar o contrato e terá até 180 dias para a execução dos trabalhos. Ainda de acordo com a prefeitura, uma outra empresa foi considerada pela CPL inabilitada por não apresentar comprovação técnica operacional conforme solicitado no edital.

Terceira vez

Essa foi a terceira licitação aberta, após quatro empresas terem sido desclassificadas nos dois processos anteriores por documentações irregulares.

Investimentos 

Para a reconstrução do Terminal Rodoviário serão investidos R$ 838.638,18, com recursos próprios do Município. Desses, R$ 400 mil foram realocados da não-realização do Carnaval na cidade. Devido à crise financeira, a rpefeitura preferiu investir na infraestrutura do terminal.

Rodoviária

O local hoje ocupa uma área de 20 mil metros quadrados e é o principal ponto de conexão de ônibus para viagens intermunicipais e interestaduais. No terminal, há lojas populares e estabelecimentos de médio padrão, que serão relocados em partes durante a obra.

Reconstrução 

A prefeitura ainda informou que além da adequação das ruas de acesso à rodoviária, serão construídos 22 novos guichês, as salas de espera serão climatizadas, terão novos banheiros com fraldários e sala específica para a Polícia Militar.

Disse anda que o local ganhará também jardinagem, área administrativa, novos restaurantes e lanchonetes. Os portões de embarque e desembarque terão catracas de acesso, onde será também implantado o sistema de bilhetagem eletrônica.

Comentários pelo Facebook: