Sobral – 300×100
Seet

Odebrecht nega que mortes de peixes seja em razão esgoto de Estação

Agnaldo Araujo - |
Foto: Divulgação
A concessionária afirmou que o esgoto está adequado conforme termo assinado

A Odebrecht / Saneatins afirmou, por meio de nota, que não há qualquer relação entre o novo episódio de mortes de peixes e a operação da Estação de Tratamento de Esgoto Neblina. Conforme a empresa, este é o único emissor de esgoto que realiza o tratamento adequado antes de enviar o efluente ao Rio Lontra.

Nesta terça-feira (29/11), moradores flagraram peixes morrendo sem oxigênio devido a poluição do Lontra. Dois vídeos foram gravados. Neles, uma moradora fica revoltada com a situação. As cenas foram registradas no Bairro JK.

A Odebrecht / Saneatins disse também que, conforme estabelecido em Termo de Ajustamento com órgão ambiental, a estação opera seguindo os parâmetros adequados. “A empresa esclarece ainda que existem outros inúmeros fatores que afetam o rio, tais quais os lançamentos diretos de esgotos clandestinos e sem tratamento diretamente no Rio Lontra, além da poluição urbana que afeta o curso d’água”, afirmou.

Acrescentou ainda na nota que a mortandade de peixes é um fenômeno que tem acontecido há alguns anos em Araguaína e cidades vizinhas, no mesmo período do ano e em mananciais diversos onde não há lançamento de esgoto tratado por parte da Saneatins, como o Córrego Jardim.

A concessionária reforçou ainda que está à disposição das autoridades para buscar as razões da morte dos peixes.

Veja o caso

Moradora denuncia nova mortandade de peixes no Lontra e se revolta com omissão das autoridades

Comentários pelo Facebook: