Opinião – Carlesse, Kátia ou Vicentinho: quem vai ‘morrer afogado’ na praia?

Redação AF - |
Foto: Divulgação
Kátia, Carlesse e Vicentinho

Alberto Rocha //Opinião

Afirmar agora quem vai para o segundo turno das eleições suplementares do Tocantins é algo distante da realidade. Ou seja, é o mesmo que apontar o próximo ganhador da Mega-Sena da Virada.

A disputa está atiçada pelas militâncias caninas. Nem mesmo o mais famoso dos profetas do Velho Testamento poderia prevê quem iria para o segundo turno, a menos que Deus lhe revelasse tal profecia.

Porém, sabe que Deus, o Onisciente, não faria isso, pois disputa político-partidária nunca esteve na agenda do projeto messiânico do Divino. É o eleitor quem vai decidir e ponto final.

Enquanto não se abrirem as urnas, nenhum candidato pode avançar o sinal da prudência; caso o faça, será engolido pela própria autoconfiança, pois o “brejo está sempre aberto para qualquer animal teimoso”.

Mas, depois que o Tribunal Regional Eleitoral mandou Carlos Amastha mudar a rota do busão e voltar para casa, já é possível arriscar fichas em três candidatos que, no momento, parecem demonstrar mais força: o governador interino, Mauro Carlesse (PHS), e os senadores Kátia Abreu (PDT) e Vicentinho Alves (PR). Resta saber quem vai ter mais força, se a máquina do Senado ou a máquina do Estado. É cobra engolindo cobra!

O certo é que no dia 3 de junho, o sol vai nascer mais lindo para dois dos três candidatos; o que perder, vai ter que chorar sozinho abraçado à derrota.

Como diz a canção do grupo Abba: “o vencedor leva tudo, o perdedor tem que cair. Isso é um destino”.  E esse destino quem decide é a sua excelência, o eleitor.

Até lá, resta aos candidatos esperar o resultado com o sorriso falso da alegria.

___________________________

Alberto Rocha é jornalista.

Comentários pelo Facebook: