Padre Edejânio morre em Araguaína vítima de infecção pulmonar após 15 dias em UTI

Redação AF - |
Foto: Divulgação
Padre Edejânio faleceu nesta quinta-feira (2)

Faleceu por volta das 6h na manhã desta quinta-feira (2/8) o Padre Francisco Edejânio Azevedo Magalhães, mais conhecido apenas como Pe. Edejânio. O religioso estava internado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Dom Orione há 15 dias.

Ele lutava contra um câncer e seu quadro de saúde foi agravado em razão de uma infecção pulmonar. Mesmo com o problema, ele continuava celebrando missas e pregando a palavra de Deus.

O velório será realizado na Capela Dom Orione (externa), a partir das 11h. A Missa de Corpo Presente será às 16h no mesmo local e o sepultamento no Cemitério São Lázaro.

Padre Edejânio nasceu em Coroatá (MA), em 1974, e foi ordenado sacerdote em 2008. Desde 2011 atuava no Hospital Dom Orione realizando atividades religiosas e exercia a função de diretor financeiro da instituição.

Edejânio era um padre muito querido pelas comunidades, carismático e atencioso. Durante suas pregações, ele costumava fazer perguntas, descontrair e interagir com os fiéis.

NOTA DE PESAR – Governador Mauro Carlesse

“É com pesar que recebi a notícia do falecimento do padre Francisco Edjânio Azevedo Magalhães, sacerdócio da Igreja Católica no município de Araguaína.

Padre Edjânio, como era conhecido pela comunidade araguainense, tinha 45 anos e era natural do município de Coroatá (MA). Foi um homem de Deus que dedicou sua vida em prol de levar fé e esperança para as pessoas que lhe rodeavam. Durante sua jornada, teve importante atuação no Hospital Dom Orione, na assistência a pacientes e familiares.

Neste momento de luto, levo meus sentimentos a todos os parentes e amigos.

MAURO CARLESSE
Governador do Tocantins”

Comentários pelo Facebook: