‘Para mim é um teatro’, afirma vereador sobre atuação da Câmara de Araguaína

Agnaldo Araujo - |
Foto: Márcia Costa
Vereador Carlos Silva

Márcia Costa//AF Notícias 

Nem a própria Câmara Municipal de Araguaína escapou das críticas de um vereador que faz uma suave oposição ao prefeito Ronaldo Dimas (PR), durante as discussões sobre o veto do Executivo a um projeto de lei.

Pela proposta, Dimas teria até 30 dias para informar se iria ou não atender os requerimentos dos vereadores. Contudo, o projeto foi vetado e os parlamentares acataram os argumentos do prefeito, por 10 a 7, mesmo a proposta tendo sido aprovada em votação unânime na Câmara.

Um dos defensores do projeto, o vereador Carlos Silva (PSDC) disse que nunca recebeu resposta dos requerimentos que já fez.

Quando o Executivo não responde, não está desrespeitando apenas a Câmara, mas toda a população. Quando surge um requerimento é porque tem necessidade. Desde uma lâmpada quebrada ou algum assunto sobre a saúde. Trata-se da gestão da obscuridade, que trabalha no escuro com falta de transparência”, disparou.

O parlamentar disse que não haveria necessidade de um projeto de lei nesse sentido se houvesse diálogo entre Legislativo e Executivo.

“Já presenciei todos os vereadores falando do tratamento de desmerecimento por parte do Executivo dos pedidos apresentados nessa Casa. Foi praticamente todos os vereadores que reclamaram. Vi aqui vereadores  lamentando a falta de respostas”, disse.

Carlos Silva também questionou o fato dos vereadores divergirem da própria opinião, e ainda comparou a Câmara a um teatro. “Esse projeto foi votado por unanimidade, todos votaram. Respeito quem diverge, mas divergir da própria opinião… O parlamento não pode se comportar como teatro. Sempre agi de forma cordial e respeitosa com todos e exijo respeito! Tantos requerimentos que não temos respostas… Tivemos a oportunidade de mudar isso hoje, mas o veto foi aprovado e vamos continuar da mesma forma, sem respostas. Para mim é um teatro“, finalizou.

Veja mais

Vereadores tentam obrigar Dimas a responder 1.360 requerimentos por mês

Comentários pelo Facebook: