Seet
Sobral – 300×100

Parceria implementará programa de formação continuada no Tocantins

Agnaldo Araujo -
Foto: Pedro Barbosa
Secretários de Estado e governadores durante a reunião do Fórum Brasil Central

Os gestores que participaram do Fórum de Governadores do Brasil Central, realizado em Bonito (MS), assinaram o Acordo de Cooperação em Educação. O acordo prevê a parceria com a Fundação Itaú Social para a implantação do Programa Tutoria Pedagógico.

O encontro, que reúne secretários e governadores dos estados de Mato Grosso do Sul, Mato Grosso, Goiás, Rondônia, Tocantins e Distrito Federal, busca compartilhar experiências e encontrar soluções em diversas áreas da administração pública, bem como reforçar a representatividade desses estados.

Voltado para professores e profissionais da educação, o objetivo do programa é trabalhar com a comunidade escolar, por meio de formações continuadas. Conforme o acordo assinado no Mato Grosso do Sul, as secretarias devem implementar o programa em até dois anos.

Tutoria Pedagógica

A Secretaria de Estado da Educação, Juventude e Esportes (Seduc realizará, no dia 30 de agosto, a reunião com a equipe da Fundação Itaú Social, visando ao início do programa no Tocantins. Para a secretária de educação, professora Wanessa Sechim, é importante que o Estado inicie imediatamente o trabalho para que em 2017 esteja em execução.

“Já marcamos reunião com a equipe da Fundação Itaú Social no intuito de operacionalizar o programa e realizar o cronograma para a formação das equipes. Este semestre será para a formação e estruturação das equipes, dos profissionais que irão atuar no programa nos próximos anos. A expectativa é que o Tocantins tenha equipes específicas para monitorar, e avaliar a gestão da aprendizagem nas escolas”, disse.

Câmara de Educação

Os secretários apresentaram aos governadores acompanhamentos considerados relevantes para o processo educacional. Após os trabalhos, concluiu-se que o foco do trabalho da Câmara de Educação no Fórum será a reforma do Ensino Médio e a integração da educação profissional.

Para isso, foi definido que Tocantins, Rondônia, Goiás e Mato Grosso darão apoio nas situações de integração. Outro fator considerado pertinente pelo grupo foi a necessidade de buscar consultorias que auxiliem na execução dos novos modelos para o ensino médio e profissional.

Wanessa Sechim salientou ainda que o trabalho terá como foco o ensino médio integrado à educação profissional, tendo em mente a preparação dos alunos para ingressar no mercado de trabalho e na universidade.

Brasil Central

Os estados que fazem parte do Fórum Brasil Central concentram população de 18,5 milhões de habitantes e representa 25% do território nacional.

Comentários pelo Facebook: