Sobral – 300×100
Seet

Parte elétrica e estrutura das casas na Feirinha estão em péssimas condições, aponta fiscalização

Agnaldo Araujo - |
Foto: Divulgação
A fiscalizou ocorreu na manhã desta sexta-feira, 17

A Defesa Civil de Araguaína e o Departamento Municipal de Edificações e Posturas (Demupe), com apoio da Polícia Militar, vistoriaram a Feirinha, na manhã desta sexta-feira (17/03).

A ação foi a pedido do Ministério Público Estadual (MPE) que solicitou ao município para verificar as condições estruturais e documentais dos estabelecimentos comerciais instalados no local e também das casas. Uma equipe composta por 20 pessoas realizou a ação.

De acordo com a Defesa Civil, as instalações hidráulicas, elétricas e estruturais estão em péssimas condições, além da estrutura física que não oferece condições de segurança tanto para os moradores quanto para os comerciantes. Os riscos são de desabamento de telhados e incêndios causados por curtos-circuitos.

Além do perigo das instalações, o Demupe verificou também, a pedido do MPE, se os comerciantes possuíam alvará de funcionamento ou documento de regularização, além de fazer o levantamento para saber quem são esses comerciantes.

O Demupe irá finalizar o relatório de vistoria e encaminhar o documento nos próximos dias para o MPE, sobre a situação do local.

 Nova Feirinha

A Prefeitura de Araguaína afirmou que desde 2013 vem trabalhando no projeto de revitalização da Feirinha. O Município já tinha feito um levantamento do local para ser inserido neste projeto e ser apresentado ao Governo Estadual para garantir recursos para a obra.

No primeiro levantamento da Prefeitura, ainda em 2013, foram catalogados 133 imóveis, entre estabelecimentos comerciais (bares, mercearias, depósitos, açougues e barbearias) e residências – na época, foram cadastradas cerca de 50 famílias.

Ainda conforme a prefeitura, agora está sendo garantido recursos federais, com apoio da senadora Kátia Abreu, para a realização da obra.

O projeto da Nova Feirinha prevê a instalação de duas salas para cursos de artes, um centro de artesanato, um centro de geração de renda e praça de alimentação no piso superior. (Joselita Matos)

Comentários pelo Facebook: