Seet
Sobral – 300×100

Passaredo assume transporte público em Araguaína depois de quase um mês da saída da Cooperlota

Redação AF - |
Foto: Marcos Filho
Serão 20 veículos, com capacidade de até 68 pessoas, GPS, câmeras de segurança e bilhetagem eletrônica. No Terminal das Bandeiras, haverá ponto de atendimento para a comunidade

Depois de quase um mês sem transporte público urbano, a Viação Passaredo iniciará a partir deste domingo (19/06) a prestação dos serviços de forma emergencial no Município de Araguaína, pelo prazo de seis meses. A cidade está sem transporte desde o dia 21 de maio, quando os micro-ônibus da Cooperlota foram apreendidos por ordem judicial, devido ao atraso no pagamento do financiamento bancário.

Com total de 13 linhas, são 8 linhas comuns e 5 linhas especiais (com horários específicos)

Inicialmente, serão 20 veículos que vão atender a cidade. Trinta dias depois, se houver demanda, mais dez veículos vão compor a frota, completando 30 carros. Os veículos vão atender um total de 13 linhas, sendo 8 comuns e 5 linhas especiais (com horários específicos), passando nos bairros, atendendo a demanda dos usuários do transporte coletivo.

Atualmente, o Município tem uma média de mais de 9 mil passageiros por dia, segundo dados levantados pela AMTT. Os veículos que atenderão a comunidade terão a capacidade para 38 pessoas sentadas e pelo menos 30 em pé. Toda a frota será de veículos seminovos, terão GPS, câmeras de segurança em cada um deles e sistema de bilhetagem eletrônica.

Cartão

Segundo a Prefeitura, os usuários poderão usar normalmente o Cartão BEM – Bilhete Eletrônico Municipal; os créditos ainda disponíveis no cartão poderão ser utilizados normalmente nos novos ônibus. No Terminal das Bandeiras, haverá um ponto de atendimento para a comunidade.

Também haverá fiscais da empresa no terminal informando e orientando os usuários sobre as dúvidas relativas ao uso do cartão e as rotas das linhas.

Tarifa

O valor da tarifa será de R$ 3 para usuário do bilhete eletrônico; de R$ 3,25 em dinheiro e vale-transporte; e de R$ 1,62 para estudantes. O valor da tarifa em Araguaína era o mais baixo cobrado em cidades de médio porte do Estado, como Gurupi, e na capital Palmas, por exemplo.

Idosos acima de 65 anos e pacientes em tratamento do Centro de Atenção Psicossocial (CAPS) e Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (APAE) que possuem o bilhete eletrônico são isentos da tarifa. (Com informações da Prefeitura de Araguaína)

Comentários pelo Facebook: