Seet
Sobral – 300×100

PF cumpre mandados em Araguaína em operação contra corrupção no Ministério da Agricultura

Agnaldo Araujo - |
Foto: Thiago Vieira/TV Anhanguera
Mandados estão sendo cumpridos em Araguaína

A Polícia Federal deflagrou na manhã desta quarta-feira (30) a Operação Vegas, 2ª fase da Operação Lucas, que investiga crimes de corrupção envolvendo servidores do Ministério da Agricultura, Agropecuária e Abastecimento (MAPA), frigoríficos e laticínios localizados nos municípios de Araguaína, Nova Olinda e Gurupi.

Cerca de 115 policiais federais cumprem 51 mandados judiciais, sendo uma prisão preventiva, 10 prisões temporárias, 12 mandados de condução coercitiva e 28 mandados de busca e apreensão nos municípios de Araguaína, Gurupi, Palmas e Paraíso do Tocantins. Também estão sendo cumpridos mandados nos Estados do Maranhão e Minas Gerais.

Esta fase é um desdobramento da Operação Lucas que começou após denúncia de que frigoríficos e empresas de laticínios fiscalizadas teriam sido favorecidas em processos administrativos, por meio do retardamento na tramitação e anulação de multas.

As pessoas investigadas, na medida de suas participações, poderão responder pelos crimes de corrupção passiva e ativa, cujas penas podem chegar a 12 anos de reclusão.

A primeira fase da operação foi deflagrada no dia 16 de maio de 2017. Na ocasião foi preso o ex-fiscal Dawes Rodrigues Sousa Lima, que chegou a trabalhar no MAPA e atuava como inspetor na Agência de Defesa Agropecuária do Estado do Tocantins (Adapec).

Também foi alvo da operação na época a ex-superintendente substituta do Ministério da Agricultura no Tocantins, Adriana Carla Floresta Feitosa. As investigações apontaram que frigoríficos pagavam até curso de medicina para seus filhos.

Leia mais…

Polícia Federal faz busca e apreensão nos frigoríficos Minerva e Master Boi e prende ex-fiscal em Araguaína

Frigoríficos pagavam curso de medicina para filhos da ex-superintendente no Tocantins

Comentários pelo Facebook: