PF mira servidor do IBAMA que recebeu dinheiro de ex-prefeito para dar informação

Agnaldo Araujo -
Foto: Divulgação
A operação cumpre 4 mandados judiciais

Cerca de 16 policiais federais cumprem 04 mandados judiciais de busca e apreensão em Palmas, Itacajá e Goiatins com o objetivo de coletar mais provas da ação criminosa praticada por servidor do IBAMA investigado por repasses de informações privilegiadas para obtenção de vantagem financeira indevida.

Os mandados foram expedidos pela 4ª Vara Federal da Seção Judiciária do Tocantins e fazem parte da operação ‘Bizu’, deflagrada na manhã desta quinta-feira (17) pela Polícia Federal.

Conforme a PF, a investigação teve início em decorrência da Operação Bragation, deflagrada pela Delegacia de Polícia Federal em Araguaína.

Nessa operação restou constatado, dentre outros atos, que um ex-prefeito de um município tocantinense fez o repasse de R$ 2.500,00 ao servidor do IBAMA após ter sido avisado por ele sobre fiscalização que ocorreria em sua fazenda.

Os criminosos não tiveram o nome divulgado pela PF e deverão responder pelos crimes de corrupção passiva e ativa.

O nome da operação ‘Bizu’ faz referência a gíria popular que consiste em dar informações proibidas no momento da realização de provas por estudantes.

Veja sobre operação Bragation

Polícia Federal prende 13 pessoas durante operação sobre fraudes na prefeitura de Goiatins; veja nomes

PF prende prefeito de Goiatins acusado de participar de esquema que desviou cerca de R$ 10 milhões

Comentários pelo Facebook: