Polícia Federal mira quadrilha suspeita de explodir caixas eletrônicos no Tocantins

Agnaldo Araujo - | - 552 views
Foto: Divulgação
Caixas eletrônicos foram explodidos pelos criminosos

Nielcem Fernandes // AF Notícias

A Polícia Federal desarticulou uma quadrilha suspeita de praticar roubo a caixas eletrônicos na capital do Tocantins durante a operação ‘Voadeira’ na manhã desta quinta-feira (15).

Cerca de 30 policiais federais cumpriram 14 mandados nos Estados do Tocantins e Pará, expedidos pela 4ª Vara Federal da Seção Judiciária do Tocantins a pedido da Polícia Federal e do Ministério Público Federal, sendo dois mandados de prisões preventivas, um de prisão temporária, seis de condução coercitiva e cinco de busca e apreensão.

O principal objetivo da operação era identificar os criminosos que explodiram os caixas eletrônicos localizados no Aeroporto Lysias Rodrigues e na Feira de Tecnologia Agropecuária do Tocantins (Agrotins) no ano passado. Os caixas eletrônicos foram roubados entre os dias 21 de abril e 13 de maio. A operação foi nomeada de ‘Voadeira’ em alusão às embarcações utilizadas pelos criminosos para fuga pelo lago de Palmas nos dois casos.

A PM afirmou naquela ocasião que, na madrugada de 21 de abril de 2017, cinco bandidos fortemente armados chegaram em um carro de passeio no aeroporto, renderam os taxistas que têm um ponto no local e exigiu que todos entrassem em seus veículos.

A quadrilha utilizou bananas de dinamite para explodir os caixas que ficam na parte externa do aeroporto e o impacto da explosão parte do teto foi destruído. Após a ação, os criminosos abandonaram o carro e empreenderem fuga pelo lago de Palmas. Toda ação foi filmada pelas câmeras de segurança do aeroporto e a quantia de dinheiro roubada não foi divulgada.

Durante a ação dos bandidos, um dos taxistas ainda tentou fugir e teve o carro atingido por vários disparos, mas não foi atingido.

Dois caixas eletrônicos instalados dentro de um caminhão-agência na Feira de Tecnologia Agropecuária do Tocantins (AGROTINS) também foram explodidos na madrugada do dia 13 de maio de 2017.

Na época a PM informou que seis homens armados chegaram na feira de barco, renderam algumas pessoas, explodiram os caixas e fugiram em seguida de voadeira pelo lago. A quantia em dinheiro levada pela quadrilha não foi informada. A ação coordenada dos integrantes da quadrilha impressionou à época pela sincronia e organização dos criminosos.

Comentários pelo Facebook: