Sobral – 300×100
Seet

Polícia recupera carga de cigarro avaliada em R$ 400 mil e prende oito suspeitos de assalto

Agnaldo Araujo -
Foto: Divulgação
Suspeitos presos por envolvimento no crime

Vários integrantes de uma quadrilha foram presos após o roubo de uma carga de cigarros avaliada em R$ 400 mil nas proximidades de São Bento do Tocantins, norte do Estado. O crime ocorreu na tarde de sábado (14) e as diligências da Polícia Militar foram realizadas até a madrugada desta segunda-feira (16), quando o último suspeito foi detido.

A polícia informou que seis homens armados perseguiram a carga e também os seguranças da empresa Sousa Cruz, que faziam a escolta da mercadoria. Durante a perseguição, os seguranças capotaram o veículo Onix e acabaram rendidos pelos bandidos. Em seguida, os criminosos tomaram as armas e interceptaram o caminhão com a carga.

No entanto, os assaltantes atolaram o caminhão e não conseguiram levar a mercadoria. Enquanto tentavam desatolar o veículo, o grupo foi surpreendido por uma viatura do Destacamento de São Bento, juntamente com uma equipe da Força Tática, e fugiram pela mata.

No local, os policiais localizaram a carga intacta, um caminhão gaiola clonado, que seria utilizado para transportar os cigarros, além de um veículo Voyage utilizado pelos bandidos no apoio.

Na sequência, os militares realizaram diligências e já na madrugada deste domingo (15), a Força Tática e o Serviço de Inteligência abordaram dois homens numa motocicleta. Um deles, identificado como Jardeilton, confessou ter participado diretamente do roubo, já José Francisco estava apenas tentando resgatar o outro envolvido.

Jardeilton confessou que saiu da pista logo após a ação criminosa e abandonou uma caminhonete S-10 prata. Os policiais foram até o local e descobriram que se tratava de um veículo roubado em Castanhal (PA). Além disso, os assaltantes roubaram um Fiat Uno para a fuga. O carro foi recuperado na cidade de Sítio Novo (TO).

No decorrer da tarde de domingo, os policiais localizaram mais três homens que teriam participado do roubo, além de um taxista de Imperatriz (MA), que teria sido acionado para dar fuga aos criminosos.

Posteriormente, os militares receberam informações de populares sobre dois suspeitos estavam escondidos nas proximidades do Projeto de Assentamento Vinícius. No início da noite, uma equipe conseguiu capturar Fernando Barros Macêdo numa propriedade rural da região.

No decorrer da madrugada desta segunda-feira (16), uma equipe da Força Tática realizou patrulhamento na área do assentamento e avistou outro suspeito saindo da mata por uma estrada vicinal.

O homem estava armado e disparou contra os policias, que revidaram e atingiram o assaltante. Ele foi socorrido e encaminhado ainda com vida ao Hospital Municipal de São Bento e depois foi recambiado ao Hospital de Araguatins, onde foi atestado o seu óbito. O homem foi identificado como José Vanderley.

A arma de fogo, calibre 22, utilizada pelo suspeito morto foi encaminhada à delegacia de polícia. As outras armas usadas no roubo ainda não foram localizadas. A polícia acredita que elas foram retiradas do local por uma equipe de apoio aos criminosos que não foi identificada.

A polícia também informou que tanto o suspeito morto, quanto os outros membros do bando já possuem ficha criminal.

CONDUZIDOS

José Francisco de Mouras Santos;
Jardeilton Macedo Ferreira;
Arnaldo Gonçalves da Silva;
Luis Felipe Pereira da Silva;
Jhemison Aguiar da Silva;
João Manoel de Souza Costa (taxista);
Fernando Barros Macedo;
José Vanderlhei dos Santos Nogueira. (morto)

VEÍCULOS APREENDIDOS/RECUPERADOS
Caminhão VW 24 280, OPR-8872 (amarelo);
Voyage, OIY-9438 (prata);
Caminhão Mercedes Benz, EUB 5095 (branco);
Cg 150 Fan, NWS-1478 (vermelha);
Fiat Uno, HPM-1941 (cinza);
S10, OJP-5435 (prata);
Vw Gol, NXA-9593 (branco) – táxi.

Foto: Divulgação/PM
Caminhão que seria utilizado para transportar a caraga roubada
Foto: Divulgação/PM
Caminhonete abandonada
Foto: Divulgação/PM
Caminhão da empresa que estava com a carga
Foto: Divulgação/PM
Objetos apreendidos com os suspeitos

Comentários pelo Facebook: