Seet
Sobral – 300×100

Policial colide veículo na traseira de motocicleta, deixa casal ferido e se recusa fazer teste do bafômetro

Agnaldo Araujo - |
Fotos: AF Notícias
O acidente ocorreu na BR-153

Márcia Costa//AF Notícias

Mais um acidente de trânsito envolvendo policial militar foi registrado em Araguaína (TO). Esse é o terceiro caso ocorrido nos últimos dois meses, totalizando três mortos e duas pessoas feridas.

O acidente aconteceu na noite desta sexta-feira (17/02), no perímetro urbano da BR-153. Segundo informações da Polícia Rodoviária Federal, o carro conduzido pelo sargento da PM Luis Carlos Dias Oliveira colidiu na traseira de uma motocicleta em que estava o casal João Carlos de Oliveira e Graziela Pereira.

A mulher teve fraturas na perna, bacia e no braço. Ela foi encaminhada para o Hospital Regional de Araguaína. Seu marido sofreu alguns ferimentos e foi levado à Unidade de Pronto Atendimento (UPA), mas já recebeu alta. O casal foi socorrido pelo Corpo de Bombeiros.

A PRF afirmou que o militar se recusou a fazer o teste do “bafômetro” e foi multado em R$ 2.934,00, além de ter a carteira recolhida. Após prestar depoimento na delegacia de plantão, o sargento foi liberado.

O Comando da Polícia Militar de Araguaína informou que vai apurar o comportamento do militar para verificar se houve crime ou contravenção militar. A perícia também esteve no local e emitirá um laudo sobre a causa do acidente.

Outros casos

Outro militar esteve envolvido no acidente que tirou a vida do casal Lucas Alberto Rocha, de 23 anos, e Brenda Miranda Lima, 25 anos, também no perímetro urbano da BR-153 no dia 1º de janeiro. Segundo o inquérito, o policial Sayno Oliveira Silva, de 42 anos, dirigia em alta velocidade e ainda apresentava sinais de embriaguez. Ele foi denunciado pelo Ministério Público pelos crimes de homicídio doloso, disparo de arma de fogo em via pública, embriaguez ao volante e lesão corporal de natureza grave.

Um sargento da PM também é suspeito de provocar o acidente que tirou a vida da estudante Lorena Lima Araújo, de 25 anos, ocorrido em 25 de dezembro do ano passado. A jovem faleceu no dia 29 de janeiro após sofrer uma parada cardíaca na UTI do Hospital Regional de Araguaína.

Foto: AF Notícias
Veículo em que o policial militar estava.

Comentários pelo Facebook: