Sobral – 300×100
Seet

PM morre ao reagir a assalto em Palmas, mas mata os dois criminosos; veja vídeo da ação

Mara Santos - |
Foto: Divulgação
O soldado Ivan chegou a ser socorrido, mas morreu a caminho do hospital

O policial militar (PM) Ivan Borges de Lima, 31 anos, morreu na tarde desta sexta-feira (1º/04), em Palmas, após reagir a um assalto a uma distribuidora de ferro, na quadra 1.012 Sul. Segundo informações da Polícia Civil (PC), o policial estava no local para fazer compras, quando os dois suspeitos chegaram numa motocicleta, para fazer o assalto.

O policial reagiu e houve troca de tiros. Os dois suspeitos foram atingidos pelos disparos e morreram ainda no local. O PM também foi atingido, ele chegou a ser socorrido, mas não resistiu aos ferimentos e morreu a caminho do Hospital Geral de Palmas (HGP).

Um dos assaltantes era Osvaldo de Araújo Costa Filho, de 26 anos, que cumpria pena por tráfico de drogas e associação ao tráfico em regime semiaberto, e o outro Lucas Lustosa Maciel, 18 anos, filho de um sargento da PM. Eles chegaram à empresa em uma moto Honda CG, preta, com placa adulterada, e adentraram no estabelecimento com uma pistola simulacro ponto 40, Taurus, e um revólver 38. Ambos usavam capacetes.

Imagens do circuito interno mostram os dois entrando no estabelecimento e já caminham em direção ao soldado Ivan, que estava sentado. Houve troca de tiros, luta corporal no chão e os jovens ainda saem caminhando da loja, mas não resistem e morrem do lado de fora do estabelecimento. Da pistola do policial foram disparados 11 tiros.

Logo após, o pai de Lucas, o sargento da PM Edivaldo Lucena Maciel, chegou ao local do crime, acompanhado de um amigo. Ele disse que teria ido fazer um orçamento. Lucas fazia o primeiro período de Direito em uma faculdade particular. Em uma página em rede social ostentava uma vida confortável. Já Osvaldo era enteado de um subtenente da PM.

Foto: Ana Paula

Em nota à imprensa, a Polícia Militar (PM) lamentou o falecimento do soldado Ivan Borges de Lima. O velório do militar, que ingressou na corporação em 2014, será no Quartel do Comando Geral (QCG). Lima era casado e deixa dois filhos.

Também em nota, a Associação dos Praça Militares do Estado do Tocantins (APRA-TO) lamentou “com profunda tristeza” o ocorrido. “Soldado Ivan partiu como verdadeiro herói e estará eternizado na memória da PM-TO como exemplo de honra, dedicação e comprometimento com a segurança social”, afirmou a associação.
­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­

Veja o vídeo da ação

Comentários pelo Facebook: