Sobral – 300×100
Seet

Políticas de combate ao uso de drogas são discutidas em Conferência Estadual

Agnaldo Araujo -
Foto: AF Notícias
O encontro discutiu políticas sobre drogas

Márcia Costa//AF Notícias

A I Conferência  Estadual de Políticas Sobre Drogas foi realizada em Araguaína (TO), nesta quarta-feira (05/04), na Faculdade Católica Dom Orione. Estiveram presentes autoridades estaduais, municipais e representantes da sociedade civil. O encontro teve o intuito de articular propostas da agenda do Colegiado de Presidentes de Conselhos Municipais de Políticas sobre Drogas do Tocantins.

Segundo o superintendente estadual de ação sobre drogas do Estado, José Américo Junior, o plano estadual sobre drogas foi aprovado em 2013 e desde então, não passou por nenhuma reforma e precisa ser atualizado.

“Em fevereiro criamos o colegiado de presidentes municipais sobre drogas, nossa  demanda é construir neste ano de 2017 o Plano Plurianual (PPA) 2018/2021. A maioria dos municípios não tem fundo municipal de drogas e nem qualquer tipo de orçamento para políticas públicas. O objetivo é direcionar isso, pois temos vários representantes como o da Câmara Municipal de Araguaína. Queremos sensibilizar os gestores para que direcionem recursos para o fundo municipal sobre drogas”, afirmou José Américo Junior.

O vereador Wagner Enoque afirmou que a Câmara está disponível. “Como representante, a Câmara de Vereadores está disponível para que façamos um trabalho de prevenção de excelência na cidade, o fórum vai abrir uma visão em questão de projetos que devem ser aplicados para prevenção”, disse.

Ainda de acordo com Wagner Enoque, o tráfico de drogas muitas vezes está sendo fortalecido pelas pessoas sem que elas saibam, como simplesmente dar uma moeda no semáforo de trânsito ao usuário de drogas, que depois irá comprar drogas de traficantes. “Podemos ajudar de forma diferente, contribuindo com doações as entidades filantrópicas, como a Vida Nova, Bom Pastor, Cantinho do Vovô e as demais instituições que existem na cidade”, finalizou.

Comentários pelo Facebook: