Seet
Sobral – 300×100

Por 12 votos a 5, Câmara de Araguaína aprova terceirização da iluminação pública por 35 anos

Agnaldo Araujo - |
Foto: Fernando Almeida
A sessão ocorreu na última terça,

Em sessão tumultuada, a base aliada do prefeito de Araguaína (TO) na Câmara, Ronaldo Dimas (PR), autorizou a prefeitura entregar à iniciativa privada o sistema de iluminação pública da cidade.  A 2ª votação aconteceu após a Polícia Militar ser acionada para conter os ânimos. O placar foi de 12 votos a favor e 5 contra. A votação ocorreu na última terça-feira (14/06).

Discurso da oposição

Desde o início a aprovação já era dada como certa. Isso porque da base de Dimas na Câmara, composta por 12 vereadores, o voto era garantido. Entretanto, a oposição aproveitou o momento para relembrar o fracasso das terceirizações em Araguaína.

A oposição insistiu na tese de que a gestão Dimas está no ‘apagar das luzes’ e por isso não há necessidade de terceirizar a iluminação pública. Também chegou a comparar a proposta a um conto de fadas. Ainda relembrou os problemas da Cooperativa dos Transportadores Autônomos de Passageiros do Município de Araguaína (Cooperlota) e com o Instituto Social Integrado e Solidário (Isis).

Discurso da base de Dimas

Já a base de Ronaldo Dimas defendeu a matéria sob o argumento de modernização do sistema de iluminação pública.  Ainda justificou que os serviços públicos são ineficientes e que a terceirização vai trazer economia.

Acusou a oposição de “vender mentiras” para a população e fazer palanque político. Ainda frisou que muitas informações são divulgadas de forma distorcida e que a Câmara não está aprovando aumento, mas sim, a autorização para entregar o sistema à iniciativa privada.

Manifestante

No decorrer da discussão, um manifestante começou protestar e o presidente da Câmara suspendeu a sessão até a chegada da Polícia Militar.

Aprovação

A discussão começou por volta das 15h e terminou às 18h40.  Depois do clima tenso e das discussões, o Projeto de Lei foi colocado em votação às 18h e a matéria aprovada. A base de Dimas, como já era esperado, votou a favor da matéria e a oposição seguindo o script, contra. Na terceira e última votação não houve discussão.

Concessão

Diante disso, a Prefeitura fará a concessão da iluminação com a iniciativa privada pelo prazo de 35 anos.  A empresa que assumir terá que investir R$ 60 milhões para modernizar o sistema no prazo de três anos.

Votos

Votaram a favor os vereadores Marcus Marcelo, Soldado Alcivan, Geraldo Silva, Luzimar Coelho, Luciano Santana, Terciliano Gomes, Rejane, Cosmo Jamaica, Gipão, Abraão, Divino Bethânia e Cleide.  Já os contrários foram: Ferreirinha, Silvinia, Batista Capixaba, Rosewelt e Neto Pajeú. (Araguaína Notícias).

Comentários pelo Facebook: