Seet
Sobral – 300×100

Prefeito de Nova Olinda tenta esconder seu passado sujo em Sergipe, onde já foi condenado

Agnaldo Araujo - |
Foto: Divulgação
José Pedro já foi condenado por fraude em licitação

A Justiça Eleitoral negou, nesta terça-feira (27/09) um pedido de liminar formulado pelo candidato José Pedro Sobrinho, atual prefeito de Nova Olinda (TO).  O candidato pretendia barrar a divulgação de processos que já respondeu na cidade de Canindé de São Francisco, no Estado de Sergipe.

José Pedro respondeu a uma ação penal ocorrida no ano de 1998. Na época, ele era servidor do Município de Canindé de São Francisco e foi acusado pelo Ministério Público de Sergipe de cometer fraude em licitação. Uma empresa da qual era sócio teria desviado o valor de R$ 1,3 milhão.

Outro fato refere-se à existência de uma sentença penal condenatória da Justiça de Sergipe. José Pedro foi condenado a quatro anos de prisão por fraude em licitação e dano ao erário público. Entretanto, não foi cumpriu a pena em razão  de sua prescrição. Desde então, José Pedro mudou-se para o Tocantins e seu passado tinha ficado esquecido naquele Estado. Atualmente ele responde a outra ação penal em Canindé do São Francisco (SE).

Mas, em Nova Olinda, o candidato adversário, Temistócles Domingos da Silva colocou carros de som nas ruas da cidade convidando a população para comício na terça, 27, e prometendo mostrar a “verdadeira” história dos candidatos e suas origens. “Na oportunidade serão revelados fatos desde Canindé de São Francisco até aqui,” adiantava o áudio-convite.

Por este motivo, José Pedro requereu na Justiça que a oposição se abstivesse de divulgar em seus comícios, carro de som, Facebook e WhatsApp os fatos narrados, especialmente no comício do dia 27. Solicitou também recolhimento de papéis distribuídos com conteúdo difamatório, calunioso  ou injurioso.  Isso porque, considera propaganda eleitoral vedada. No entanto, a Juíza da 34ª Vara Eleitoral de Araguaína, Renata Teresa da Silva, negou o pedido de José Pedro e os fatos foram divulgados. (Fernando Almeida // Araguaína Notícias)

Comentários pelo Facebook: