Seet
Sobral – 300×100

Presa por matar o marido a facadas, mulher afirma que sofria agressões constantes

Agnaldo Araujo - |
Foto: Divulgação/SSP
A mulher afirmou que sofria agressões do então marido

A Polícia Civil prendeu Lacélia Santos Guimarães, de 35 anos, suspeita de assassinar o próprio marido a facadas. O crime ocorreu em Carrasco Bonito, no mês de abril desse ano, mas a mulher foi presa em Araguatins, nesta quinta-feira (11).

A mulher foi capturada mediante o cumprimento de mandado de prisão preventiva expedido pelo juízo da Comarca de Agustinópolis.

Conforme o delegado Edson José Lobato Borges, que coordenou a ação policial, os agentes de Araguatins já tinham informações de que Lacélia Santos era suspeita de matar Reginaldo da Conceição Silva, seu mario, e estaria residindo na cidade.

Dessa forma, nesta quinta-feira, a justiça expediu o mandado de prisão em desfavor da suspeita, que foi cumprido em seguida. Ainda de acordo com o delegado, Lacélia foi encontrada em uma residência, localizada no setor Nova Araguatins, onde passou a residir desde que havia cometido o crime.

A mulher foi conduzida à delegacia, onde o mandado judicial foi cumprido para as demais providências cabíveis serem adotadas. Em seguida, Lacélia Santos foi recolhida a uma das celas da Cadeia Pública da cidade.

O crime

De acordo com as investigações dos policiais civis de Araguatins, na madrugada do dia 9 de abril de 2017, Lacélia Santos Guimarães desferiu vários golpes no tórax e nas costas de seu marido, Reginaldo da Conceição Silva, enquanto ele dormia. O crime ocorreu na residência do casal.

Mesmo tendo sido socorrido e encaminhado ao hospital, Reginaldo não resistiu à gravidade dos ferimentos e morreu. Após praticar o crime, a mulher fugiu da cidade e passou a residir em Araguatins, onde foi localizada e presa pela Polícia Civil.

Em seu depoimento, Lacélia afirmou que sofria agressões constantes do seu marido e, por isso, decidiu matá-lo.

Comentários pelo Facebook: