Seet
Sobral – 300×100

Presépio feito com frascos de remédios e papelão vence concurso em Araguaína

Agnaldo Araujo - |
Foto: Leila Mel
Artesã Maelly Hellen Graciliano da Silva

A vencedora da 3ª edição do Concurso de Presépios Natalinos de Araguaína foi a artesã Maelly Hellen Graciliano da Silva, com um presépio confeccionado principalmente com a utilização de frascos vazios de remédios.

Em exposição desde o dia 15 de dezembro, na Vila de Natal montada na Praça das Nações, os presépios encantaram os visitantes e jurados pela beleza, harmonia de cores e criatividade.

Utilizei, para criar os animais, frascos vazios de remédios e desodorantes, também utilizei cascas de ovo, papelão, tinta guache, TNT e canudos para dar vida aos personagens. O meu tema é Natal Sustentável, mostrando que podemos criar algo bonito de coisas simples”, contou Maelly Hellen.

A artesã participou do concurso pela segunda vez e não escondeu a felicidade. “Valeu cada segundo de esforço e dedicação, estou muito feliz com a premiação, um sonho que se realiza. É uma grande conquista”, disse.

A segunda colocada, Natália Alves, criou seu presépio com itens bem diferentes, um deles, chamou bastante atenção. “Todos paravam para admirar a ovelha, que foi feita com caroço de manga e coberta com lã”, afirmou.

Quem começou a construir o presépio ainda em outubro foi a terceira colocada, Isadora Previeto. “Eu busquei materiais como sementes na fazenda da minha avó, bem antes. Eu faço medicina em São João Del Rei (MG), mas, como estou aqui nesta época de férias, aproveito para participar com minha mãe, que foi a vencedora em dois anos seguidos e este ano ficou na quinta posição”, disse.

A assistente administrativo Elizabeth Carvalho Silva aproveitou o passeio na praça para apreciar os presépios e deseja que o concurso aconteça todos os anos. “É algo inovador e muito bonito. Fiquei apaixonada por cada um deles, visitei todos e achei muito criativo, além disso, incentiva o trabalho dos artesãos”, destacou.


Premiação

Valorizando técnicas artísticas dos artesãos, a premiação foi em dinheiro. A primeira colocada levou um prêmio de R$ 1 mil; a vice-campeã R$ 800, a terceira colocada R$ 600, a quarta colocada R$ 400 e a quinta, R$ 200.

A comissão julgadora, além de levar em conta a criatividade, seguiram alguns critérios, como inovação, proporcionalidade, ocupação do espaço, materiais utilizados e apresentação.

Os artesãos foram criativos e utilizaram matéria-prima diversificada para a confecção nesse ano, como garrafas pet, frascos de remédios, perfumes, desodorantes, papelão, papel crepom, palha, sementes, palitos de churrasco, algodão e outros.

Ganhadoras

1º lugar: Maelly Hellen Graciliano da Silva;
2º lugar: Natália Alves;
3º lugar: Isadora Previeto;
4º lugar: Marly Aparecida de Almeida;
5º lugar: Hivana Márcia Privieto.

Comentários pelo Facebook: