Seet
Sobral – 300×100

Presidente da OAB Tocantins se filia ao PSD, mas acha candidatura ‘improvável’

Redação AF - |
Foto: Divulgação
Presidente da OAB-TO, Walter Ohofugi.

Walter Ohofugi Júnior, presidente da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) Seccional Tocantins, se filiou ao PSD, sigla presidida pelo deputado federal Irajá Abreu, filho da pré-candidata ao Governo do Tocantins, senadora Kátia Abreu (PDT).

O registro de filiação do advogado foi feito em 6 de abril, um dia antes do fim do prazo de filiação para quem deseja disputar as eleições de outubro de 2018.

“Recebi diversos convites para filiação partidária. A princípio recusei todos, mas alguns advogados, empresários e conhecidos me convenceram a pelo menos manter a remota possibilidade e não ‘perder o prazo’ agora!”, justificou Ohofugi.

O representante da advocacia reconheceu que a “crise é séria”, mas não ainda decidiu sobre eventual candidatura. “Eu ser candidato tem um caminho longo e hoje acho bem improvável! Não conheço o jogo, não tenho tempo por conta do escritório e gestão, minha família não me liberou, enfim, tenho outro foco no momento! Mas penso que não poderia me furtar, até pra uma conversa mais aprofundada com nossa classe sobre a hipótese”, afirmou.

Segundo Ohofugi, existe também um apelo para se formar uma bancada da advocacia no Congresso, já que a pauta nos tribunais e CNJ está difícil devido à participação minoritária da classe.

Enquanto presidente da OAB-TO, Ohofugi liderou a propositura de ação judicial contra o aumento do IPTU de Palmas, derrubado pelo TJ, e foi duramente criticado pelo ex-prefeito Carlos Amastha, que o chamou de ‘mentiroso e oportunista’. Na época, Amastha acusou o advogado de usar a entidade para defender os próprios clientes.

Em resposta, o Conselho Federal da OAB aprovou desagravo em favor de Walter Ohofugi.

Comentários pelo Facebook: