Sobral – 300×100
Seet

Presidente do STF, ministro Ricardo Lewandowski recebe título de Cidadão Tocantinense

Redação AF - |
Foto: TJTO
Presidente do STF disse que ficou extremamente honrado em receber o título de Cidadão do Tocantins.

O presidente do Supremo Tribunal Federal, ministro Ricardo Lewandowski, recebeu na tarde desta terça-feira (19/4), o título de Cidadão Tocantinense, em sessão solene no plenário da Assembleia Legislativa. O autor da homenagem é o deputado Osires Damaso, presidente da Casa.

Prestigiaram o evento, entre outras autoridades, o presidente do Tribunal de Justiça do Tocantins, desembargador Ronaldo Eurípedes, a vice-governadora do Estado, Cláudia Lélis, a presidente do Tribunal Regional Eleitoral, desembargadora Ângela Prudente, o Corregedor Geral da Justiça, desembargador Eurípedes Lamounier, a diretora do Foro da Seção Judiciária Federal no Tocantins, juíza federal Denise Drumond e a diretora do Foro de Palmas, juíza Flávia Afini Bovo.

O presidente do STF disse que ficou extremamente honrado em receber o título de Cidadão do Tocantins, pois “o tocantinense revela o sentimento de desbravador, uma pessoa que acredita no futuro do país, que trabalha sem olhar para trás nem para os lados. E esse também é o meu estilo de ser. Temos que construir um Brasil melhor, e nesse sentido eu estou ombreado com o povo tocantinense, que tem essa vocação de olhar para frente, construindo o futuro sem medir os esforços”.

Ao fazer uso da palavra na ocasião, o presidente do Tribunal de Justiça do Tocantins afirmou que o ministro representa muito bem o bom momento do Judiciário brasileiro, no qual a sociedade deposita suas angústias e também suas esperanças. “Gostaria de, em nome do Judiciário do Tocantins,” disse o desembargador Ronaldo Eurípedes, dirigindo-se ao deputado Osires Damaso, “agradecer essa homenagem que a Assembleia Legislativa, por vossa iniciativa, faz ao ministro Lewandowski e ao Judiciário do Brasil”.

O autor do requerimento que homenageou o presidente do Supremo Tribunal Federal lembrou que o ministro é reconhecido internacionalmente pelo posicionamento elevado que toma na mais alta corte, sempre em favor da sociedade, citando como exemplo o fomento as audiências de custódia, que tem a finalidade de apresentar o preso em flagrante ao juiz num prazo de 24 horas. “Esse título, ministro”, disse Damaso, “reflete o reconhecimento do povo do Tocantins ao conjunto de seu trabalho como professor universitário, sociólogo, jurista e juiz na defesa da sociedade brasileira”.

Comentários pelo Facebook: