Preso no Tocantins, ex-Botafogo Jobson deixa cadeia e voltará aos gramados

Agnaldo Araujo - |
Foto: Divulgação
Jogador deixou a cadeia ao lado dos advogados

Márcia Costa//AF Notícias 

O jogador Jobson Leandro Pereira de Oliveira foi solto por volta das 16 horas desta sexta-feira (27) depois de ter a prisão revogada pelo juiz de direito Ricardo Gagliard, da cidade de Colméia. Ele estava na Cadeia de Paranã, suspeito de estuprar quatro adolescentes.

O processo foi instaurado no Pará em 2016, mas enviado ao Tocantins. Em junho daquele ano, o ex-atacante foi preso sob a acusação de ter entorpecido e mantido relações com garotas menores de idade.

Segundo a advogada de Jobson, Giselle Duarte, de Araguaína, a soltura do jogador foi uma decisão justa, pois o processo se arrasta por muito tempo sem conclusão. “Como é prisão provisória e não teve julgamento, mais do que justo ele responder ao processo em liberdade”, destacou. Atua também no caso o advogado Josenildo Ferreira da Silva.

O acusado terá que obedecer medidas cautelares, como não frequentar bares, não se ausentar da Comarca sem prévia autorização e se recolher em determinados horários.

Ainda de acordo com a advogada, o jogador já recebeu proposta do Remo, clube de futebol do Pará, para voltar a jogar e pode ser que se apresente nos próximos dias. “No momento certo vamos falar mais sobre o processo, contudo estamos confiantes. Jobson também voltará a jogar o bom futebol”, falou a advogada.

O ex-jogador do Botafogo tem uma vida polêmica. Ele já ficou preso na Cadeia Pública de Colméia, foi solto, mas retornou à prisão por descumprir o limite da tornozeleira eletrônica enquanto estava na liberdade condicional. Depois ele foi transferido para a Cadeia de Paranã após sofrer ameaças de outros presos, que exigiam dinheiro para mantê-lo vivo.

Ele também se envolveu no acidente que aconteceu na TO-080, entre Marianópolis e Divinópolis, na região oeste do Tocantins, que deixou uma pessoa morta e outras quatro feridas, incluindo o atleta. O capotamento aconteceu fora da comarca de Colméia.

Leia mais

Vida de ex-jogador preso no Tocantins custava R$ 300 por semana, diz advogado

Ex-jogador Jobson é transferido de prisão no Tocantins após ameaças de presos

Comentários pelo Facebook: