Seet
Sobral – 300×100

Preso suspeito de matar gêmeos e esfaquear mãe das crianças em Goiás

Agnaldo Araujo -
Foto: Diário de Goiás
O homem foi preso na manhã desta quarta, 10

O acusado de matar os gêmeos de 11 meses e esfaquear Thais Araújo Oliveira de Paula, mãe das crianças, foi preso na manhã desta quarta-feira (10/08), na zona rural de São Miguel do Araguaia (GO). O crime ocorreu na madrugada da última segunda-feira (08/08).

Antônio Ribeiro Barros é natural de Aliança do Tocantins e estava escondido em um buraco na fazenda onde trabalhava como vaqueiro. A informação é da Assessoria de Imprensa da Polícia Militar de Goiás (PM-GO).

O homem será encaminhado para a Delegacia de Porangatu. Segundo a PM, ele não resistiu à prisão e não estava armado.

Entenda o caso

Inconformado com o fim do relacionamento, Antônio esfaqueou Thaís no rosto, nas costas e no pescoço e jogou os filhos gêmeos dela, David Luiz e Lucas Felipe, contra a parede. Os dois bebês de 11 meses morreram por volta de 04h da manhã, vítimas de traumatismo craniano.

A Polícia Militar foi acionada para atender a ocorrência, a partir de solicitação dos vizinhos. No local, os policiais encontraram Thaís no chão, chorando, sangrando e segurando os bebês. O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) foi acionado e os três foram encaminhados ao hospital. No entanto, os bebês não resistiram aos ferimentos e morreram. Já Thaís recebeu alta no mesmo dia.

O delegado responsável pelo caso, André Luiz, afirma que o suspeito deve ser indiciado por duplo homicídio qualificado e tentativa de homicídio. O investigador já ouviu a mãe dos bebês. “Ela disse que teve um relacionamento com o rapaz, mas terminou e ele não aceitou a separação dela. A partir daí, ele começou a ameaçá-la. Ela não chegou a procurar a delegacia e solicitar as medidas protetivas da Lei Maria da Penha”, contou.

Após o ataque, o suspeito fugiu. Desde o crime, agentes da PM faziam rondas na região para encontrá-lo. A PM chegou a divulgar imagens do assassino e pedir a colaboração da população para que ele fosse capturado. (Com informações – Diário de Goiás)

Comentários pelo Facebook: