Seet
Sobral – 300×100

Princesa da Bélgica visita aldeia Xerente e recebe nome indígena no TO

Agnaldo Araujo -
Foto: Divulgação
A visita foi feita em uma aldeia Xerente

Entoando cantos e danças tradicionais, o povo indígena Xerente recebeu na última terça-feira (05/07), na aldeia Porteira, a princesa do Reino da Bélgica, Maria Esmeralda Adelaida Liliana Ana Leopoldina, e o embaixador Josef Smets. O encontro foi proporcionado pelo Governo do Estado, através da Secretaria de Estado de Cidadania e Justiça (Seciju).

A princesa Maria Esmeralda foi batizada com o nome Waiti Xerente pelas mulheres Akwê Xerente durante cerimônia com cânticos e danças. O nome Wuati significa lua, o astro que ilumina o céu durante as noites. O embaixador Josef Smets também foi batizado pelos homens Akwê Xerente que deram o nome de Kumnãse Xerente, nome que significa autoridade e esperança em algo novo.

A visita aos povos indígenas do Tocantins rememora a viagem do pai da princesa, o rei Leopold III, ao Brasil na década de 1960, que inspirou a princesa a fazer um percurso semelhante. Com a tradução do embaixador Josef Smets, a princesa Maria Esmeralda fez um pronunciamento destacando a emoção em ser recebida pelo povo Xerente. A princesa destacou ainda a impressionante riqueza e a beleza da cultura Xerente. Disse ainda que sempre sentiu em seu coração uma proximidade com os povos indígenas e que levará as reivindicações dos Xerente para o mundo.

O embaixador Josef Smets afirmou que será intensificada a aproximação da Bélgica com os povos indígenas do Brasil e que o importante trabalho iniciado pelo rei Leopold III será continuado pela princesa Maria Esmeralda. Destacou ainda que os diplomatas e embaixadores europeus estão conhecendo a realidade dos povos indígenas do Brasil. “O nosso trabalho e atuação enquanto diplomata é ter na cabeça a situação dos povos indígenas e levar a mensagem dos povos indígenas para as autoridades do Brasil e para os 24 embaixadores europeus”, disse.

Exposição

Após a visita à Aldeia Porteira do povo Xerente, a princesa Maria Esmeralda foi recepcionada pela vice-governadora Claudia Lelis, secretários de Estado e povo indígena Javaé, no Palácio Araguaia, para uma exposição cultural e fotográfica do acervo do Governo do Estado.

Comentários pelo Facebook: