Sobral – 300×100
Seet

Processo de herança milionária motivou morte do advogado Danillo Sandes; suposto mandante foi preso no Pará

Redação AF -
Foto: Divulgação
Robson Barbosa da Costa é suspeito de ser o mandante da morte do advogado

O homem acusado de ser o mandante da morte do advogado Danillo Sandes Pereira, de 30 anos, foi preso na noite desta segunda-feira (28) na cidade de Marabá (PA) pela equipe da Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP). Danillo foi executado em Araguaína no dia 25 de julho com dois tiros na nuca.

O suspeito foi identificado como Robson Barbosa da Costa, casado, farmacêutico formado numa instituição particular de Araguaína, onde já morou. A polícia chegou até ele após um mês de intenso trabalho investigativo comandado pelos delegados José Rerisson Macedo e Guilherme Torres.

Segundo apurado, o crime teria sido motivado por desentendimento entre herdeiros em um inventário judicial que o advogado Danillo Sandes atuava desde dezembro de 2016.

O inventário envolve patrimônio milionário, inclusive fazendas. Danillo era advogado de cinco dos herdeiros. Robson Barbosa é também herdeiro, mas estava sendo representado por outro advogado.

Danillo e Robson eram amigos no Facebook. Mesmo após o desaparecimento do advogado, Robson continuou fazendo postagens normalmente em sua rede social e compartilhou dois posts envolvendo armas, nos dias 24 e 26 de julho, demonstrando ser favorável à liberação do porte à população.

A Polícia Civil disse que tem elementos suficientes para indiciar Robson como mandante do crime. A polícia ainda disse que encontrou armamento pesado em poder do suspeito em sua residência no Pará.

VEJA MAIS…

Polícia Civil prende suposto mandante da morte do advogado Danillo Sandes e desvenda crime bárbaro

Comentários pelo Facebook: