Seet
Sobral – 300×100

Procurador da República, Mário Lúcio Avelar avalia disputar Governo do Tocantins

Agnaldo Araujo - | - 985 views
Mário Lúcio Avelar durante o Ato de sétimo dia da morte de Mariele. Foto: Nielcem Fernandes

Nielcem Fernandes // AF Notícias

O procurador da República, Mário Lúcio Avelar voltou a se aproximar do Partido Socialismo e Liberdade (Psol) do Tocantins durante um ato referente ao sétimo dia da morte da vereadora Mariele Franco e do motorista Anderson Pedro, executados a tiros no Rio de Janeiro. O ato ocorreu na sede da Central Única dos Trabalhadores (CUT) em Palmas.

Mário Lúcio já se licenciou do cargo visando disputar as eleições de 2018. Ele atuou por mais de 10 anos na Procuradoria Federal do Tocantins. Em entrevista exclusiva ao AF Notícias, Avelar revelou que está dialogando com o bloco social-progressista do Tocantins, porém ainda não confirmou a sua filiação ao PSOL.

Questionado sobre a possível candidatura ao Governo do Tocantins, procurador disse que está avaliando as possibilidades do partido para construir uma proposta alternativa para os eleitores. “Nós estamos avaliando. O Psol é um partido progressista que se enquadra em um campo da política brasileira que me agrada. Estamos conversando para decidir qual a melhor forma do partido se inserir dentro do processo eleitoral de 2018. É muito provável que eu saia candidato dentro de uma perspectiva de apresentar juntamente uma nova alternativa política para o eleitorado”, declarou.

O procurador conhecido por atuar severamente na investigação de irregularidades no meio político, não revelou se vai tentar uma cadeira no Senado ou disputar o Palácio Araguaia. Questionado se a trajetória como procurador constitui base para oferecer uma proposta de transformação do atual cenário político, Avelar desconversou. “Eu me coloco à disposição para poder contribuir em uma melhor compreensão do povo tocantinense para entender o momento que vivenciamos em nosso país. Temos uma identidade muito próxima ao PSOL e estamos conversando com outras forças similares que comungam de um mesmo projeto. Acho que o Psol é pode ser o caminho”, declarou.

O presidente do Psol no Tocantins, Edgar Ferreira, confirmou a aproximação com o procurador e garantiu a sua candidatura. “Ele vai sair candidato pelo Tocantins. Estamos discutindo e avaliando a respeito das candidaturas ao Senado e ao Governo. Só temos dúvida quanto a isso. Mas ele vai sim sair candidato. Ele já está inclusive licenciado para fazer a pré-campanha”, afirmou.

Comentários pelo Facebook: