Sobral – 300×100
Seet

Professores do Tocantins terão espaço na revista da Seduc para publicar artigos científicos

Agnaldo Araujo - |
Foto: Adilvan Nogueira
Professores da educação básica terão mais um espaço para publicação de artigos científicos

Os professores da Educação Básica da Rede Estadual de Ensino que cursam mestrado na Universidade Federal do Tocantins (UFT) terão espaço na revista científica da Secretaria de Estado da Educação, Juventude e Esportes (Seduc) para publicações dos seus artigos científicos.

Em reunião com a vice-reitora da UFT, Isabel Auler, e a equipe coordenadora de mestrados da universidade, o secretário da Educação, Juventude e Esportes, Adão Francisco de Oliveira, sacramentou o apoio dado pela secretaria aos educadores. O encontro ocorreu nesta quinta-feira (28/04).

Além das publicações, o gestor garantiu o apoio da Seduc quanto à flexibilização da carga horária dos mestrandos nas salas de aula. O próximo passo da Seduc é formar uma comissão que analisará o processo normativo sobre o horário de trabalho dos professores que fazem mestrado.

Isabel Auler lembrou que a formação dos professores da Educação Básica atende o Plano Nacional da Educação (PNE), que prevê a formação de 30% dos profissionais em mestrado. Para ela, a sensibilização da Seduc quanto à carga horária dos educadores e a abertura de espaços para as publicações representam o estabelecimento de parcerias valiosas. “É fantástica essa sensibilização da Seduc quanto aos profissionais. A relação estabelecida entre a Seduc e UFT representa uma grande conquista em nível nacional”, comemorou.

Outra novidade acordada em reunião é a realização de um Seminário Internacional em Educação Integral, previsto para o segundo semestre deste ano, que abrirá espaço para as pesquisas dos educadores.

Segundo Adão Francisco, a Seduc tem se preocupado com a valorização dos educadores da Rede Estadual de Ensino. “Tudo o que estiver ao nosso alcance para trabalharmos a valorização profissional, que vai muito além da remuneração, faremos. Valorização implica, fundamentalmente, em trabalharmos uma dimensão formativa dos profissionais em educação e permitirmos a capacidade de incorporar capital cultural à sua prática cotidiana”, afirmou o secretário.

A Seduc ainda estuda a formalização de parceria com a UFT para o desenvolvimento de mestrado profissional em educação e em gestão de políticas públicas para os técnicos-administrativos da pasta.

Comentários pelo Facebook: