Sobral – 300×100
Seet

Profissionais da saúde trabalham três meses de graça nos hospitais esperando recontratação que não saiu

Agnaldo Araujo - |
Foto: Divulgação
Os profissionais estão há quatro meses sem receber os direitos

Da Redação // AF Notícias

Os profissionais da saúde que estavam na equipe de apoio em diversos hospitais públicos do Tocantins, e que foram exonerados no ano passado, estão há quatro meses sem receber os direitos trabalhistas. Os contratos encerraram em outubro de 2015 e até agora o acerto não foi realizado pelo Governo do Estado.

De acordo com uma denúncia feita ao Portal AF Notícias, os servidores, entre eles psicólogos, terapeutas, nutricionistas, fonoaudiólogos e assistentes sociais, tiveram os contratos rescindidos com a promessa de serem recontratados, mas não ocorreu.

Conforme o relato, os diretores das unidades pediram a esses profissionais que ficassem trabalhando à espera da recontratação, que nunca saiu. “Trabalhamos novembro, dezembro e, em muitos casos, até o mês de janeiro e não fomos recontratados”, disse.  Apenas os médicos e enfermeiros teriam recebido normalmente, enquanto os demais ficaram no prejuízo.

Os professores contratados que atuaram em sala de aula no ano passado também estão passando pelo mesmo problema e temem receber calote do Governo.

O outro lado

A Secretaria Estadual de Saúde (Sesau) informou, em nota, que está fazendo uma “força tarefa em conjunto com a Secretaria Estadual de Administração (Secad)” para efetuar os pagamentos devidos na próxima folha com vencimento em 12 de abril.

O atraso, segundo a Sesau, ocorreu em virtude da “renovação dos contratos e consequente realização dos acertos necessários”.

Comentários pelo Facebook: