Sobral – 300×100
Seet

Projeto visa fomentar investimentos nos municípios por onde passa Ferrovia Norte-Sul

Redação AF -
Projeto visa fomentar atividades de investimentos nos municípios por onde passa os eixos da ferrovia.
Projeto visa fomentar atividades de investimentos nos municípios por onde passa os eixos da ferrovia.
Projeto visa fomentar atividades de investimentos nos municípios por onde passa os eixos da ferrovia.

Com a presença de estudantes, autoridades e representantes de movimentos, aconteceu na manhã desta sexta-feira, 11, no auditório do Sebrae de Araguaína, a oficina “Ferrovia Norte-Sul – Desafios e Oportunidades para a Região dos Pátios”. Durante o evento, uma palestra sobre Plano de Desenvolvimento Regional da Ferrovia foi apresentada. O objetivo principal é fomentar atividades de investimentos nas áreas, públicas e privadas, observando o potencial que pode beneficiar a todos. A oficina foi promovida pelo Governo do Estado, por meio da Secretaria do Planejamento e Orçamento, com o apoio da Prefeitura.

A oficina em Araguaína foi a última, a caravana já passou por outros municípios sedes dos pátios da Ferrovia em Gurupi, Porto Nacional, Guaraí, Colinas do Tocantins e Aguiarnópolis. Em março de 2016, acontecerá dois seminários em Palmas e Araguaína. “Essas oficinas foram muito importantes, visto que conseguimos em duas cidades montar um comitê gestor, Gurupi e Aguiarnópolis. Em Colinas do Tocantins já contamos com um comitê que nos deixa felizes”, explicou a economista e consultora urbana do projeto, Auxiliadora Reis.

A consultora disse ainda que, a ideia do projeto é levantar as principais oportunidades e desafios de cada município para fechar uma cadeia de negócios de cada região. “Estamos montando um diagnóstico para o desenvolvimento local. É o momento de motivar os empresários locais, que eles possam vislumbrar o que podemos ter de negócios, no do campo da Ferrovia, onde todo o comércio ficará beneficiado e os pequenos negócios”, destacou.

O diretor do Programa de Desenvolvimento Regional Integrado e Sustentável (PDRIS), do Governo do Estado, Maurício Fregonesi acrescentou que esse é momento de traçar diretrizes. “A Ferrovia Norte-Sul traz ventos de prosperidade para nossas regiões e temos que estar preparados para quando os outros eixos estiverem prontos”, completou.

Município

O secretário de Desenvolvimento Econômico, Joaquim Quinta Neto, acredita que essas parcerias são muito importantes e o Município só tem a ganhar quando há trabalhos em conjunto. “São momentos de discussão que beneficiam toda a comunidade. Dessas oficinas vamos coletar opiniões de todos. A Ferrovia, onde há o escoamento da produção, é um canal do Brasil com o mundo”, lembrou.

Comunidade

A estudante do curso de Logística Deusani da Cunha Neto vê nas oficinas uma oportunidade. “É conhecimento e sabemos que a Ferrovia Norte-Sul é um importante ponto de integração logístico. Eu que faço um curso voltado para essa área, quero poder fazer parte desse desenvolvimento, trabalhando em empresas que estão realizando esse trabalho”, disse.

Comentários pelo Facebook: