PSDB de Ataídes perde Ministério das Cidades e Habitação para o PP de Lázaro Botelho

Redação AF - |
Foto: Divulgação
Lázaro Botelho (esq) e Ataídes Oliveira (dir)

O Jornal do Tocantins da última semana trouxe uma informação sobre uma disputa velada que vem ocorrendo nos bastidores da política tocantinense. De um lado o senador Ataídes Oliveira (PSDB) e do outro o deputado federal Lázaro Botelho (Progressistas).

O primeiro tem anunciado, por meio de sua assessoria e de publicações nas redes sociais, a construção de diversas casas populares a municípios do Estado. Os recursos seriam oriundos do Ministério das Cidades, que estava sob o comando do colega de partido, Bruno Araújo (PSDB), que entregou o cargo no dia 13 de novembro, alegando não haver mais apoio dentro do PSDB para se manter como ministro.

Em seu lugar assumiu o deputado federal de Goiás, Alexandre Baldy (Sem partido), que, para ingressar no Ministério acordou sua filiação ao Progressistas, partido de Lázaro Botelho.

Em seguida foi anunciado pelo Estadão que o partido do deputado tocantinense também assumirá o comando da secretária de Habitação, no ministério que possui o maior orçamento.  A Secretaria é a responsável pelo programa Minha Casa Minha Vida e, conforme o jornal, o PP ainda não teria definido o nome para assumir sua chefia. Pela lógica, o partido de Lázaro deverá reivindicar as ações do Ministério no Estado.

No Tocantins, os reflexos se darão nas articulações junto aos municípios. Ataídes, que teria garantido recursos para a cooptação de diversos prefeitos, poderá ficar sem apoio para o cumprimento de acordos. Em Brasília, como bem se sabe, relacionamentos e força partidária dentro dos ministérios é extremamente importante para a liberação e aquisição de recursos.

Comentários pelo Facebook: