Sobral – 300×100
Seet

Quase 50 denúncias eleitorais já foram feitas em Araguaína pelo aplicativo Pardal; TO registrou 695

Redação AF - |
Foto: Divulgação
Araguaína é a segunda cidade do Estado em denúnicas

A cinco dias das eleições municipais, a Justiça Eleitoral já recebeu no Tocantins 695 registros pelo aplicativo Pardal, que permite que os eleitores façam denúncias de crimes eleitorais, condutas vedadas e propaganda irregular, tanto nas ruas como na internet e em veículos de comunicação.

Araguaína é a segunda cidade do Tocantins com o maior número de denúncias, com 48. É superada apenas pela Capital, com 81. Em todo o Brasil, já foram contabilizados 32.070 mil registros pelo aplicativo.

Palmas tem seis candidatos na disputa pela prefeitura e 353 concorrem uma vaga na Câmara Municipal. Já Araguaína tem sete concorrentes ao cargo de Chefe do Executivo e 255 ao Legislativo Municipal.

Dos registros, 36% referem-se a propaganda eleitoral irregular; 21% crimes eleitorais; 13% uso da máquina pública; 8% compra de votos; entre outros.

O Município de Goiatins ocupa a 5ª colocação, com 32 denúncias. A cidade foi alvo recente de operação da Polícia Federal que prendeu 13 pessoas, incluindo o prefeito, primeira-dama, secretários e vereadores, acusados de desviarem cerca de R$ 10 milhões dos cofres municipais. Lá, três candidatos disputam a vaga de prefeito.

O aplicativo Pardal foi lançada pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) no dia 18 de agosto, logo após o início da campanha. As denúncias sobre irregularidades em propagandas eleitorais somam 51,93% dos registros. Mas também é possível denunciar outras irregularidades como compra de votos, uso da máquina administrativa, crimes eleitorais e gastos irregulares.

Qualquer cidadão pode fazer denúncia de irregularidade praticada por candidatos e partidos políticos. A denúncia é feita pelo próprio aplicativo, com o envio de fotos, vídeos ou áudios que comprovem indícios de crime. O material é encaminhado automaticamente para análise do Ministério Público Eleitoral, que avalia a consistência das informações recebidas e pode formalizar denúncias aos juízes eleitorais de cada localidade.

Campanha eleitoral

Confira quais são as condutas proibidas aos candidatos durante a campanha clicando aqui.

Para fazer uma denúncia clique aqui.

Comentários pelo Facebook: