Sobral – 300×100
Seet

‘Recebi convites de quase todos os partidos’, diz Kátia Abreu ao afirmar que PMDB foi destruído pela corrupção

Redação AF -
Foto: Moreira Mariz/Agência Senado
Kátia Abreu (PMDB-TO)

O clima entre o PMDB e a senadora Kátia Abreu está tenso há muito tempo. Nesta quarta-feira (16), a Comissão de Ética e Disciplina do PMDB Nacional decidiu recomendar a suspensão temporária da senadora Kátia Abreu, a pedido do diretório regional do Tocantins.

O motivo: ela feriu, na opinião do colegiado, a ética e a disciplina partidária, com críticas à legenda, a Michel Temer e por ter votado contra matérias defendidas pelo governo.

Porém, Kátia questionou a hipocrisia do partido ao não expulsar os membros envolvidos, investigados e denunciados em casos de corrupção.

“Me acusaram de estar destruindo o PMDB. Quem dera fosse a Kátia Abreu. Quem está destruindo o PMDB é a corrupção, as malas de dinheiro, são as operações Rei do Gado, as fazendas cheias de gado. Isso sim está destruindo o PMDB. Eu estou é denunciando essa roubalheira todos os dias”, disparou Kátia Abreu.

A Operação Rei do Gado investiga, entre outros, o governador Marcelo Miranda e sua família, acusados de comprar fazendas e gados com o dinheiro supostamente desviado de obras públicas.

Kátia afirmou que “o eleitor quer votar em pessoas, e não em partidos”. “O Tocantins está sem comandante. Estamos como um navio à deriva em alto mar, sem saber onde vamos atracar. Um comandante bom tem que saber onde é o porto de saída e chegada”, comparou.

A senadora disse que já recebeu convites de “quase todos os partidos”. “Fiquei muito honrada com os convites. Não tem partido ruim, pois quem faz os partidos são as pessoas. O PMDB é um grande partido no Tocantins e tem membros valorosos, mas infelizmente, em nível nacional, o presidente da república, com parte de sua equipe, e seus companheiros aqui no Tocantins, ajudaram a destruir o PMDB”, finalizou.

Comentários pelo Facebook: