Hospital Regional de Araguaína terá reforma no Pronto Socorro, Refeitório, Cozinha e Entrada

Agnaldo Araujo - |
Foto: Sara Cardoso
Hospital Regional de Araguaína

Nielcem Fernandes//Governo do Tocantins

A Secretaria de Estado da Saúde do Tocantins (SES-TO) aprovou junto à diretoria do Hospital Regional de Araguaína (HRA) o projeto de adequação e reforma da unidade. A iniciativa é em continuidade às ações do Plano Diretor Estratégico (PDE) dos hospitais no Tocantins e tem o objetivo de melhorar o atendimento aos pacientes do SUS no norte do Estado.

As adequações foram iniciadas nesta quinta-feira (22), tem o prazo de 30 dias para serem concluídas e contemplarão os setores do pronto socorro, serviço de nutrição e dietética (refeitório e cozinha) e a entrada para acompanhantes e visitantes.

REUNIÃO

Em reunião com a direção do HRA, os membros do corpo técnico da SES definiram quais setores serão contemplados com a reforma. A superintendente de Administração da Secretaria de Saúde, Adriana Víctor, informou que os espaços da cozinha e refeitório serão reformados para se adequarem às normas técnicas da Vigilância Sanitária e para proporcionarem um melhor atendimento aos pacientes e colaboradores.

“Nós substituiremos o piso da cozinha, o revestimento e ajustaremos o fluxo de pessoal e de serviço. O espaço do refeitório será ampliado para comportar um número maior de usuários ao mesmo tempo”, explicou.

A superintendente disse ainda que serão feitas intervenções nos espaços do pronto socorro e no centro de traumas para reorganização do fluxo dos pacientes e aumentar o numero de leitos ofertados na unidade de saúde. Ela ainda informou o prazo previso de entrega das obras. “A entrega dessas melhorias à população está prevista para o final de março e o recurso para execução das obras é proveniente do Ministério da Saúde, do recurso SUS”, disse Adriana.

REFERÊNCIA

Para a diretora geral do HRA, Maria Antonice dos Santos, a reforma é importante para melhor atender a população do norte do Estado e regiões circunvizinhas, uma vez que o hospital é tido como referência para os Estados do Pará e Maranhão. “Com a estrutura que nós temos hoje, essa reforma vai beneficiar muitos usuários do SUS no que diz respeito ao aumento de leitos e melhorias estruturais. Aumentaremos a oferta de leitos em 15%,” declarou.

O secretário de Saúde do Estado, Marcos Musafir, destacou que as adequações serão feitas sob a ótica de um conceito atualizado de atendimento ao paciente. “Três áreas serão abordadas nessa reforma. Na emergência, adequaremos o fluxo de atendimento para um conceito mais moderno, dividindo os casos mais graves de trauma e emergência clínica nas salas de trauma, vermelha e amarela e ainda os leitos de continuidade do tratamento. Para ofertar mais conforto aos pacientes e funcionários do HRA, ampliaremos o refeitório. A cozinha também será modernizada no sentido qualidade do alimento produzido, contando com novos materiais e equipamentos”, pontuou.

PLANO DIRETOR ESTADUAL

A proposta de melhoria da gestão dos hospitais estaduais está embasada em três diretrizes estratégicas: implementar um modelo de atenção integral e humanizado com foco na qualidade de assistência e segurança dos usuários; integrar o hospital no sistema de saúde loco regional articulado às redes de atenção a saúde e linhas de cuidado; e exercer um modelo de gestão compartilhada baseada na contratualização de metas e resultados com critérios claros de avaliação e controle.

O Projeto Rede Hospitalar do Tocantins prevê a implantação do plano inicialmente em seis hospitais estaduais: Hospital Geral de Palmas, Hospital e Maternidade Dona Regina, Hospital Infantil de Palmas, Hospital Regional de Araguaína, Hospital Regional de Gurupi e o Hospital Regional de Augustinópolis. Na segunda etapa, a implantação do projeto ocorrerá nos outros 12 hospitais estaduais.

Comentários pelo Facebook: