Seet
Sobral – 300×100

Reitora da UFT falece aos 65 anos após complicações de saúde em hospital de Palmas

Agnaldo Araujo - |
Foto: Divulgação/UFT
A reitora morreu após complicações de saúde em Palmas

A reitora e professora da Universidade Federal do Tocantins, Isabel Auler, morreu nesta segunda-feira, 1° de maio, em Palmas. Conforme a assessoria de comunicação da UFT, ela estava hospitalizada na Capital em decorrência de complicações de saúde.

Em janeiro deste ano Isabel Auler havia sido internada após sofrer um Acidente Vascular Cerebral (AVC) durante uma viagem de férias em Buenos Aires, na Argentina, mas havia se recuperado e chegou a voltar ao trabalho no último dia 17 de abril, após um afastamento de cerca de 70 dias.

A reitora da UFT chegou a afirmar que estava “ótima, apta e pronta para o trabalho”. “Eu tenho feito uma preparação, inclusive física, para voltar à rotina de oito, dez horas de trabalho, e vou continuar buscando uma agenda mais saudável”, acrescentou na época.

A causa específica da morte ainda não foi divulgada.

Notas de pesar

O deputado estadual Paulo Mourão lamentou o falecimento da professora. “Carismática, esposa e mãe exemplar, cultivou e cativou os corações de todos por onde passou. Uma guerreira e batalhadora incansável, que sempre lutou e buscou melhorias para o desenvolvimento da Universidade“, destacou.

A Secretária de Educação, Wanessa Sechim, destacou que a professora, à frente da UFT desde julho de 2016, firmou relevantes parcerias junto à Seduc em prol da melhoria da educação pública, dentre elas a formação do Programa Nacional da Alfabetização na Idade Certa (Pnaic), formação continuada de professores com cursos no Programa Educação Financeira, Universidade Aberta do Brasil (UAB), que oferta ensino superior em licenciatura e bacharelado para docentes que atuam na educação básica da rede pública, Nós Propomos, e o cursinho preparatório para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), voltado para estudantes da rede pública estadual, entre outros.

⁠⁠⁠⁠”Das características desta profissional exemplar destacamos a ética, o compromisso e a responsabilidade com as ações educacionais que exercia em prol do fortalecimento da educação superior. Atrelada as suas características profissionais Isabel era uma pessoa solidária, meiga e acolhedora. Deixou um legado de contribuições ao desenvolvimento da Educação do Tocantins. Com alma poética costumava a dizer que a ‘a poesia é a síntese da palavra'”, destacou Wanessa Sechim.

 Perfil

Formada em Letras, Isabel Auler era doutora em Educação, mestre em Literatura Brasileira e especialista em Avaliação Institucional e Ensino de Língua Portuguesa. Integrava os quadros docentes do Curso de Graduação em Pedagogia do Câmpus de Palmas, do Programa de Pós-Graduação em Educação da UFT e do Programa de Mestrado Profissional em Letras (ProfLetras).

Era servidora da UFT desde a implantação da Universidade, em 2003, quando ingressou como professora. Assumiu o cargo de reitora em julho de 2016, após receber, com o vice-reitor, Luís Eduardo Bovolato, 63% dos votos da comunidade universitária na consulta eleitoral em que concorreu pela chapa “Confiança e Participação”.

Em sua trajetória, foi vice-reitora na gestão de Márcio Silveira, entre 2012 e 2016, pró-reitora de Graduação no período de 2007 a 2012, e diretora de Ensino entre 2005 e 2007, nas gestões consecutivas do reitor Alan Barbiero.

Era membro dos conselhos de Educação do município de Palmas e do estado do Tocantins. Foi presidente nacional do Fórum de Pró-Reitores de Graduação (Forgrad) na gestão 2010/2011, e em 2016 assumiu a presidência do Fórum de Reitores das Instituições Federais de Ensino Superior da Região Norte.

Comentários pelo Facebook: