Ronaldinho Gaúcho vai se candidatar ao Senado com apoio de Bolsonaro

Agnaldo Araujo - | - 590 views
Foto: Divulgação
Ronaldinho Gaúcho vestido com a camisa da seleção brasileira

O jogador Ronaldinho Gaúcho vai se candidatar ao Senado em 2018 por Minas Gerais no mesmo partido pelo qual Jair Bolsonaro deve sair candidato à presidência da República, o PEN, que se tornará Patriota.

A informação da candidatura do jogador foi divulgada por Lauro Jardim, colunista do jornal O Globo. Conforme o jornalista, o assunto já foi conversado com o vice-presidente do Patriota, Gutemberg Fonseca, e outros dirigentes no Rio de Janeiro. Os dois posaram para foto com o livro de Jair Bolsonaro nas mãos.

Ronaldinho Gaúcho estaria esperando apenas Bolsonaro oficializar sua filiação, durante a janela partidária em março de 2018, para oficializar a sua também.

Lauro Jardim afirmou que Ronaldinho pensou em anunciar a pré-candidatura no sábado (09), após jogo beneficente que organizou no Mineirão. Mas achou não ser o melhor momento por causa das chuvas fortes no Estado, que já deixaram mais de 500 pessoas desabrigadas.

O suplente de sua chapa será o ex-jogador Somália, que já atuou no América Mineiro e no Fluminense.

Um pouco da carreira

Ronaldinho Gaúcho começou sua carreira no Grêmio em 1997, mas foi  vendido em 2001 ao Paris Saint Germain. Em 2003, o craque transferiu-se para o Barcelona e, após brilhantes partidas, foi jogar no Milan em 2008.

Voltou ao Brasil em 2011 e ainda jogou pelo Flamengo, Atlético Mineiro e Fluminense. Ele esteve na seleção brasileira campeã mundial em 2002 e também disputou a copa do mundo de 2006.

O jogador ainda não oficializou sua aposentadoria dos gramados.

Foto: Divulgação
Ronaldinho Gaúcho com o livro de Bolsonaro

Comentários pelo Facebook: