Sobral – 300×100
Seet

Salas do Hospital Municipal passarão por reformas para instalação de leitos de UTI Pediátrica em Araguaína

Agnaldo Araujo - |
Foto: Assessoria
A reunião ocorreu na sede da OAB em Araguaína

Para a implantação da Unidade de Terapia Intensiva (UTI) Pediátrica em Araguaína (TO), duas salas do Hospital Municipal de Araguaína (HMA) passarão por reestruturação e reforma nos próximos meses.

O anúncio da reforma para atender a necessidade de atendimento das crianças da cidade e região ocorreu durante reunião, nesta quarta-feira (03/08), no auditório da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), em Araguaína.

O secretário estadual da Saúde, Marcos Musafir, disse que o principal objetivo da reunião foi acelerar o processo de implantação da UTI Pediátrica, embora exista um processo burocrático dentro da legislação para a aquisição de equipamentos, reforma e treinamento de pessoas para atuar no local.

“Mas a proposta que estamos apresentando é para viabilizar o andamento das etapas. A UTI beneficiará a população do Estado e especialmente as crianças de Araguaína. O prazo de todo o processo será de um ano e meio aproximadamente”, informou.

Já o secretário da Saúde do Município, Jean Luís Coutinho, ressaltou que o HMA já possui uma estrutura física adequada para que seja implantada a UTI. “Já temos seis leitos. Analisamos e vimos a necessidade de aumentar essa quantidade para dez, visando melhorar o atendimento para a sociedade. O prazo para reforma e ampliação será de aproximadamente cinco meses e o Estado irá adequar com os equipamentos”, explicou o secretário.

Na reunião, Coutinho apresentou o projeto da UTI Pediátrica, que traz layout moderno, com paredes brancas e decoração que no tratamento humanizado. De acordo com o Ministério da Saúde (MS), esse layout colabora com a recuperação.

Após a instalação da UTI pediátrica, o custeio com manutenção terá contrapartida de 50% do Ministério da Saúde (MS), 25% do Estado e 25% do Município.

AMA

Estiveram presentes na reunião representantes da Associação Mães que Amam (AMA) que lutam pela implantação da UTI. “As mães que já perderam filhos estão abaladas. E nós lutamos para que outras mães não venham a ter a mesma dor. Somos em torno de 250 mães no movimento e sabemos que juntas podemos mais. Vemos que a necessidade não é só pra Araguaína, visto que 72 municípios circunvizinhos são atendidos aqui”, destacou Renata Leal, uma das representantes.

Também participaram da reunião representantes da OAB, Associação Comercial e Industrial de Araguaína (Aciara), Polícia Civil, Hospital de Doenças Tropicais (HDT/EBSERH), Ministério Público Estadual (MPE/TO) e outros segmentos.

Hospital Municipal

O Hospital Municipal, onde será instalada a UTI Pediátrica, é referência em pediatria e oftalmologia na cidade e possui 55 leitos, 10 deles cirúrgicos e 45 pediátricos, recebendo encaminhamentos apenas da Unidade de Pronto Atendimento (UPA/24 horas) do Araguaína Sul e de outras cidades pactuadas com o município. (Assessoria PR)

Comentários pelo Facebook: