Sobral – 300×100
Seet

Samu de Araguaína já recebeu mais de 640 trotes só este ano, 58% das ligações

Redação AF -
Foto: Leila Mel/Ascom
Trotes dificultam atendimentos no SAMU de Araguaína

Os trotes estão dificultando o trabalho do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) de Araguaína. Só este ano, de janeiro a março, já foram 648 ligações falsas, maioria feitas por crianças. O Samu atende à comunidade com quatro viaturas, três motolâncias e equipe multiprofissional treinada e preparada para atender casos que exijam urgência de saúde, composta por 85 profissionais

De acordo com o secretário da Saúde, Jean Coutinho, os trotes têm aumentado os custos e atrasado os atendimentos que realmente precisam. “É importante que todos se conscientizem que esse tipo de ação traz custos com deslocamento das equipes e ainda com o risco de não atender outras ocorrências verdadeiras, caso venha a ocorrer”, explicou.

2,4 mil trotes em 2015

Em 2015, o SAMU realizou 9.955 atendimentos sendo que desses 2.484 foram trotes. Este ano, somente nos meses de janeiro, fevereiro e março foram realizados 1.552 atendimentos, com 648 trotes, o que corresponde a mais de 58%, um índice preocupante, é o que explica a coordenadora administrativa, Caroline Borges.

“Se uma viatura vai atender um trote em um setor distante e acontece um acidente no centro, por exemplo, o socorro pode demorar a chegar e a pessoa que realmente precisa fica desassistida”, ressaltou.

A coordenadora acrescentou que, a maioria dos trotes são realizados por crianças. “Por isso pedimos os pais ou responsáveis que oriente os seus filhos. Ligar no 192, pode ser uma brincadeira para eles, mas, uma vida pode ser ceifada por causa disso e o nosso objetivo, do SAMU é salvar vidas”, disse.

As equipes do SAMU também fazem um trabalho de conscientização juntos às crianças com o Projeto Samuzinho nas Escolas. “Tentamos levar para as crianças a importância dos serviços e o quanto o trote prejudica nosso trabalho”, pontuou a coordenadora.

Comentários pelo Facebook: