Seet
Sobral – 300×100

Sanfoneiro Raimundo Paulino morre em Araguaína após uma trajetória de muito sucesso e dificuldades

Redação AF - |
Foto: Divulgação
O maior sanfoneiro da região, Raimundo Paulino, deixará saudades.

Faleceu neste domingo (18/9) em Araguaína aos 80 anos o sanfoneiro mais popular da região norte e nordeste do país, Raimundo Antônio Lima Filho, o popular Raimundo Paulino. Amigos e artistas estão de luto diante da morte deste ícone da música regional.

Paulino era piauiense de Teresina, nasceu em outubro de 1935, e teve inclusive a chance de abrir um show para Luís Gonzaga em 1969, em Imperatriz. Começou a tocar sanfona ainda quando criança inspirado por seu pai e pelo próprio Rei do Baião.

O forrozeiro também gostava de compor músicas em homenagens às cidades, destacando suas belezas, história e o povo. Entre as cidades homenageadas estão Imperatriz, Fortaleza, Carolina, Palmas e Babaçulândia, com a famosa música “Alô Babaçulândia”. Também fez grandes festas na região da Barraria, sempre casa cheia.

Na homenagem à capital tocantinense, Paulino escreveu: “se você ainda não conhece Palmas / é muito bom você vir conhecer / o que é bonito é bom se ver de perto, ela está de braço aberto esperando por você…”. Para Babaçulândia, o forrozeiro fez sucesso cantando: Alô Babaçulândia olha aí eu gosto muito de você, quando estou longe sinto saudades, você é uma Cidade que não para de crescer!…”

Durante sua carreira, Raimundo Paulino também passou por momentos difíceis, como quando empurrava o ônibus para “pegar” e o veículo desceu a ribanceira, caiu dentro do rio e perdeu todos os instrumentos das duas bandas que tinha, Os Conscientes do Forró e Os Irmãos do Forró. Ninguém se feriu e o sanfoneiro conseguiu comprar outro ônibus.

Já com a idade avançada e longe dos palcos e do sucesso, Raimundo Paulino sofreu com vários problemas de saúde, morando numa casa humilde, até este domingo (18/9) quando partiu deixando saudades para amigos, fãs e familiares.

O adeus a Raimundo Paulino: “Ai, eu vou embora. E não sei se meu destino é feliz. E não sei quando eu voltarei pra visitar essa grande Imperatriz”.

Velório

O corpo de Raimundo Paulino está sendo velado na Rua Imperatriz, n° 420, no Bairro Santa Terezinha. O sepultamento está previsto para terça-feira, 20, no povoado Barraria, Município de Filadélfia.

Veja um pouco de um show de Raimundo Paulino

Comentários pelo Facebook: