Sobral – 300×100
Seet

Seduc se acovarda, não presta apoio e nem solidariedade a professor agredido

Redação AF -
Foto: Divulgação
Seduc - Secretaria de Educação e Cultura do Tocantins

O professor Mariano Soares da Costa, vítima de agressão física na porta do seu local de trabalho, recebeu solidariedade e mensagens de apoio de centenas de tocantinenses, menos da Secretaria de Estado da Educação, Juventude e Esportes (Seduc), onde é servidor por mais de 20 anos.

O episódio de violência contra o educador aconteceu no final da tarde desta quarta-feira (9), na frente do Colégio Estadual Guilherme Dourado, onde Mariano é diretor. Em nota, a Seduc, que tem como dirigente uma professora de carreira, Wanessa Zavarese Sechim, se limitou a dizer que irá averiguar o caso”, fazendo questão de ressaltar que “aconteceu do lado de fora de uma escola estadual”.

A Seduc acrescentou que “já está em posse do vídeo em questão” e que, tão logo seja elucidada a questão, “irá tomar as medidas cabíveis”, sem especificar se essas medidas serão contra o professor ou em desfavor do agressor. A nota da Secretaria de Educação não se solidariza com o professor agredido, tampouco se coloca à disposição para prestar apoio emocional e assistência jurídica.

ENTENDA

O professor Mariano estava na calçada da escola acompanhando a saída dos alunos, quando um rapaz, que estava do lado oposto da rua, caminha em sua direção e dá um soco na máquina fotográfica que está na sua mão. Em seguida, não satisfeito, o rapaz retorna e dá outro soco no equipamento e acerta também o peito do professor.

Nesse momento, o professor se desequilibra e cai nos degraus da calçada da escola, mas continua sendo agredido. Depois de luta corporal, o professor consegue imobilizar o agressor até a chegada da polícia. O rapaz é ex-aluno do colégio e foi expulso no ano passado depois dar um chute em outro professor.

VEJA MAIS…

‘Me sinto frustrado’, diz diretor escolar vítima de agressão na porta de escola em Araguaína

Diretor de escola é agredido por ex-aluno que já tinha sido expulso por violência contra professor em Araguaína

Comentários pelo Facebook: