Secretário promete ‘austeridade no combate à corrupção’ durante governo interino

Redação AF - | - 938 views
Foto: Aldemar Ribeiro
O secretário-chefe da Casa Civil e de Governo, Rolf Vidal, afirmou que a nova gestão tem a missão e o desafio de promover uma linha de austeridade no combate à corrupção

A nova gestão do Governo do Tocantins tem a missão e o desafio de promover uma linha de austeridade no combate à corrupção. A afirmação é do secretário-chefe da Casa Civil e de Governo, Rolf Vidal Costa. Ele acrescentou que o plano de governo interino será pautado nos pilares de Comando, Resultado e Probidade.

“Encontramos o Estado numa situação financeira traumática e temos pouco tempo para promover estes ajustes emergenciais e necessários”, garantiu.

Os secretários recém-empossados estiveram reunidos durante toda a manhã deste sábado (31) para discutir as demandas e apresentar os desafios de cada órgão. O governador Mauro Carlesse não participou da reunião porque estava em Gurupi, seu reduto eleitoral.

Dentre os assuntos debatidos durante o encontro, está a readequação das contas públicas em relação à Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF); pagamentos de serviços essenciais, como a folha dos servidores; manutenção de veículos e viaturas; insumos na saúde e continuidade de programas de Educação.

Outro tópico referente aos investimentos financeiros no Estado foi a discussão da reclassificação do grau de investimento junto às instituições financeiras para que possam ser adquiridas linhas de financiamento para garantir obras emergenciais de pavimentação em rodovias estaduais e a continuidade dos atendimentos no Plansaúde, cujo contrato, que venceria neste sábado (31), foi prorrogado por até 12 meses.

De acordo com o titular das secretarias de Fazenda, Planejamento e Administração, Sandro Henrique Armando, cada gestor irá apresentar um diagnóstico financeiro e de pessoal para que sejam tomadas as medidas necessárias de continuidade dos serviços à população. “Logo no início da semana os secretários deverão apresentar estes relatórios. Assim, encaminharemos ao governador Mauro Carlesse para que ele tome as devidas providências”, explicou.

Comentários pelo Facebook: