Seet
Sobral – 300×100

Servidores da Justiça não aceitam reajuste de 9% iniciam greve no Tocantins

Agnaldo Araujo -
Foto: Divulgação/Sindojus
A greve é por tempo indeterminado

Os servidores do Tribunal de Justiça do Tocantins (TJTO) iniciaram greve por tempo indeterminado a partir desta segunda-feira (19/09). Eles cobram o pagamento da data-base e manutenção de direitos adquiridos por lei, como o Plano de Cargos, Carreiras e Remuneração (PCCR).

Os funcionários cobram reajuste de 11,28%, mas a direção do TJTO vai encaminhar Projeto de Lei fixando a revisão somente em 9%. O Tribunal de Justiça informou que o percentual neste ano se baseia em estudos realizados pela área técnica e respeita o limite máximo estabelecido na Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF), além da disponibilidade orçamentária do Judiciário.

Paralisação parcial

O Sindicato dos Servidores da Justiça do Estado do Tocantins informou que a paralisação é parcial, ou seja, alguns serviços essenciais e que envolvam direito perecível, continuarão sendo prestados regularmente. Informou ainda que no Estado, todas as 42 comarcas aderiram ao movimento grevista.

Entenda

Os servidores aprovaram estado de greve ainda no dia 03 de setembro durante Assembleia Geral Extraordinária. Na ocasião, foi estabelecido o prazo até o dia 15 de setembro para que o projeto de lei da data base fosse encaminhado e aprovado no Pleno do Tribunal, no percentual de 11,28%, retroativo a maio de 2016, e, posteriormente, encaminhado á Assembleia Legislativa, em 16 de setembro de 2016. Caso isso não ocorresse, a greve seria deflagrada.

Comentários pelo Facebook: