Seet
Sobral – 300×100

Servidores não entregam documentação e atrasam conclusão do Plano de Carreira, afirma Dimas

Redação AF - |
Foto: Marcos Filho
Última reunião para discutir o PCCR aconteceu no dia 11 de novembro.

AF Notícias //Da Redação

Mais de 150 servidores públicos municipais de Araguaína (TO) ainda não providenciaram a atualização das informações relativas ao nível de escolaridade para conclusão do Plano de Cargos, Carreira e Remuneração (PCCR) do quadro geral. Por essa razão, o plano ainda não foi encaminhado para votação na Câmara de Vereadores.

Conforme explicou o secretário Municipal de Educação, Jocirley de Oliveira, sem as informações atualizadas sobre o nível de escolaridade dos servidores não é possível fazer a previsão de impacto financeiro, fato que impede a conclusão do Plano.

Já o prefeito Ronaldo Dimas explicou que na reunião ocorrida em 11 de novembro, o próprio Sindicato dos Servidores Públicos (Sisepar) assumiu o compromisso de, em 10 dias, providenciar a atualização das informações relativas ao nível escolar de todos os servidores. “Estas informações são fundamentais para o cálculo do impacto financeiro, já que a evolução educacional também está contemplada no Plano”, acrescentou Dimas.

No total, 157 servidores da saúde não compareceram ou enviaram a documentação à Secretaria Municipal da Administração, sendo que destes 59 estão na ativa e os demais estão inativos (licenças por motivos diversos).

“Sendo assim, quem não está cumprindo com o compromisso não é a Prefeitura. A ação que cabe ao Sindicato é a de buscar as informações que faltam junto à estes servidores, que são os reais responsáveis pela não finalização do plano”, rebateu Ronaldo Dimas, em resposta à nota do Sindicato.

No Diário Oficial do Município de 12 de novembro foi publicada a Portaria nº 173 determinando que todos os servidores providenciassem a atualização das informações. Agora, segundo o prefeito, será publicado no Diário Oficial o nome de todos os servidores que não entregaram a documentação e que, consequentemente, estão atrasando o andamento do Plano de Carreira. “Caso não entreguem [a documentação] poderão ficar impossibilitados de gozar dos benefícios que o plano vai oferecer, nesse primeiro momento”, acrescentou Jocirley de Oliveira.

Entenda

Na última segunda-feira (28), o Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Araguaína (Sisepar) divulgou nota de repúdio culpando a Prefeitura por não ter enviado o PCCR para votação na Câmara, ainda em 2015, no entanto, não explicou os motivos do atraso.

Comentários pelo Facebook: