Seet
Sobral – 300×100

Sindicato dos Policiais Rodoviários Federais diz que velório em Câmara foi “tapa na cara” da sociedade

Redação AF -
Foto: Divulgação
Velório do suspeito de matar o PM foi realizado na Câmara de Vereadores de Barrolândia.

O Sindicato dos Policiais Rodoviários Federais do Tocantins (SinPRF-TO) também divulgou “nota de repúdio” ao ato da Câmara de Barrolândia (TO) que cedeu espaço para o velório do jovem Lucas Lustosa Maciel, de 18 anos, que mantou o policial militar Ivan Borges de Lima, durante uma tentativa de assalto em Palmas, na última sexta-feira (01/04).

O Sindicato disse que vem a público fazer coro à nota da Federação dos Praças Militares do Estado do Tocantins e repudiar de forma veemente o ato da Câmara Municipal que cedeu o “espaço legislativo para velar o suposto assassino”

Para o Sindicato, a medida da Casa de Leis de Barrolândia foi uma afronta, um “tapa na cara” da classe policial, dos familiares do policial enlutado e de toda a sociedade, caracterizando uma completa inversão de valores, uma vez que a cessão de tal espaço deveria representar uma homenagem e o reconhecimento, a alguém, que em vida houvesse prestados relevantes serviços à sociedade. É lamentável.

“O SinPRF/TO, na condição de legítimo representante dos Policiais Rodoviários Federais no estado do Tocantins, acrescenta que práticas como essas são inaceitáveis em nosso meio, principalmente quando parte de uma entidade que representa um dos poderes do município e que tem o dever de atuar dentro dos princípios legais, éticos e morais“, finaliza a nota de repúdio.

Comentários pelo Facebook: