Seet
Sobral – 300×100

Sintet repudia crítica de Halum à manifestação: ‘não tem conhecimento dos fatos’

Redação AF - |
Foto: Sintet
Trabalhadores na Avenida Cônego João Lima, a principal de Araguaína.

A crítica do deputado federal César Halum (PRB) à manifestação do último dia 28 em Araguaína provocou revolta nos sindicatos que organizaram a greve geral. Em entrevista ao AF Notícias, o parlamentar afirmou que a “manifestação não foi de trabalhadores, mas de políticos como Célio Moura“, um petista histórico da cidade, a quem chamou de burguês.

Em nota, a diretoria do Sindicato dos Trabalhadores em Educação (Sintet) repudiou com veemência o comentário do deputado. O sindicato ressaltou que a greve foi, sim, conduzida pelo movimento sindical. “O deputado não tem suficiente conhecimento dos fatos e de seu contexto a ponto de poder afirmar que o protesto não era de trabalhadores, mas de partido político”, diz a nota.

Segundo o presidente do Sintet, professor Jesulê Guida, a manifestação foi coordenada por 16 sindicatos e não por partidos políticos como afirma o deputado. “A manifestação foi conduzida pelos sindicatos, não houve um ato partidário, tínhamos no manifesto a CUT, Nova Central, Força Sindical, UGT – União Geral dos Trbalhadores, além de outros sindicatos, UFT, IFTO, Sisepe, Seceto, Sintet, Sisepar, Sintras, Sindset, Enfermagem, Construção Civil, Correios, Banco do Brasil, Federais, Comerciários, Rurais e Vigilantes”, disse.

A nota rebate ainda a crítica do deputado quanto ao imposto sindical. Segundo Halum, os sindicatos estão preocupado com o fim do imposto, que é a principal fonte de renda.

O Sintet afirmou que, assim como a CUT, é também a favor do fim da cobrança do imposto. Ao contrário do que o deputado afirmou, o presidente destacou que há mais de seis anos a CUT impetrou Mandato de Segurança contra o imposto, em tramitação na Justiça Federal em Brasília. Guida disse ainda que o imposto sindical serve apenas  para fortalecer “sindicatos pelego, cartorários e de gaveta”. “Que eles não vêm agora falar disso como se fosse o pai da criança, querendo agora se aparecer, essa ação tramita há muito, antes do Congresso falar alguma coisa”, afirmou o presidente.

Veja mais…

Halum: Manifestação em Araguaína não foi de trabalhadores, mas de políticos como Célio ‘Burguês’ Moura

Comentários pelo Facebook: