Socorro improvisado: UPA afasta servidores e abre sindicância para apurar omissão

Agnaldo Araujo -
Foto: Divulgação
As vítimas ficaram na carroceria da camionete e sem atendimento em frente à UPa

A direção do Instituto Brasileiro de Gestão Hospitalar (IBGH), responsável pela gestão da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do Setor Araguaína Sul, em Araguaína (TO), disse que já afastou os profissionais envolvidos na possível omissão de socorro a duas vítimas de acidente de trânsito que chegaram na unidade na carroceria de uma caminhonete. O caso ocorreu na noite de sábado (13).

Conforme denunciado pelo AF Notícias, dois homens acidentados foram socorridos por populares numa camionete por falta de viaturas disponíveis do SAMU e Corpo de Bombeiros. Na UPA, o veículo ficou parado na porta por cerca de cinco minutos, mas nenhum funcionário apareceu para prestar atendimento. Em seguida, o condutor da caminhonete se deslocou com as vítimas para a lateral da unidade, onde um funcionário o orientou a procurar atendimento no Hospital Regional.

Sobre o fato, o Instituto Brasileiro de Gestão Hospitalar (IBHG) disse que reconhece a gravidade da situação e que a orientação dada a todos os seus colaboradores é a de atender qualquer paciente que dê entrada na unidade.

O IBGH disse ainda que já afastou os profissionais envolvidos no caso e que abriu uma sindicância para apurar a conduta do médico plantonista e demais colaboradores envolvidos.

“Serão avaliadas as responsabilidades de cada profissional, cabendo, inclusive, denúncia formal junto aos Conselhos responsáveis”, garante a direção.

ENTENDA

Uma colisão entre uma motocicleta e uma pick-up Montana deixou dois feridos na noite deste sábado (13), em Araguaína. As vítimas ficaram por quase uma hora na chuva à espera do Samu ou Corpo de Bombeiros.

Diante da demora do socorro, populares embrulharam os feridos num lençol, colocaram os dois na carroceria de uma camionete S10 em cima de ‘maca’ improvisada de madeira e os encaminharam à UPA.

Contudo, as vítimas não foram atendidas na unidade e seguiram na carroceria da caminhonete até o Hospital Regional de Araguaína. O caso gerou revolta e muita indignação.

VEJA MAIS

Vítimas de acidente são socorridas em carroceria de camionete e UPA recusa atendimento

Comentários pelo Facebook: